Luz da Fé

O Espírito nos ilumina no meio das trevas deste mundo

A partir do ensinamento do Catecismo da Igreja Católica, no número 697, prosseguimos na nossa reflexão sobre os símbolos do Espírito Santo.

Assista ao programa:

Aquele que acende uma luz é o primeiro a beneficiar-se de sua claridade

A nuvem e a luz. Estes dois símbolos são inseparáveis nas manifestações do Espírito Santo. Desde as teofanias do Antigo Testamento, a Nuvem, ora escura, ora luminosa, revela o Deus vivo e salvador, escondendo a transcendência de sua Glória: com Moisés sobre a montanha do Sinai, na Tenda da Reunião e durante a caminhada no deserto; com Salomão, por ocasião da dedicação do Templo. Ora, estas figuras são cumpridas por Cristo no Espírito Santo. É este que paira sobre a Virgem Maria e a cobre “com sua sombra”, para que ela conceba e dê à luz Jesus. No monte da Transfiguração, é ele que “sobrevém na nuvem que toma” Jesus, Moisés e Elias, Pedro, Tiago e João “debaixo de sua sombra”; da Nuvem sai uma voz que diz: “Este é meu Filho, o Eleito, ouvi-o sempre” (Lc 9,34-35). É, finalmente, essa Nuvem que “subtrai Jesus aos olhos” dos discípulos no dia da Ascensão e que o revelará Filho do Homem em sua glória no Dia de sua Vinda.

Veja mais:
.: Qual é o remédio para nossa tibieza?
.: Que essa água mude nosso deserto em um lugar de vida
.: Somos consolados não pelo mundo, mas sim por Deus

“Aquele que acende uma luz é o primeiro a beneficiar-se de sua claridade” (Chesterton). Tendo isso em mente, eu lhe convido a pedir, ao longo desta semana, um poderoso derramamento do Espírito Santo, para que Ele ilumine todo o seu interior. Peça, hoje, essa luz de Deus! E saiba que ela iluminará a sua vida, e fará de você um autêntico “luzeiro” no meio das trevas deste mundo.

Um forte abraço!


Alexandre Oliveira

Membro da Comunidade Canção Nova, desde 1997, Alexandre é natural da cidade de Santos (SP). Casado, ele é pai de dois filhos. O missionário também é pregador, apresentador e produtor de conteúdo no canal ‘Formação’ do Portal Canção Nova.

comentários