Revisão de vida

A verdade sempre irá nos desafiar

Quantas vezes a verdade lhe foi dita e você a rejeitou?

A profecia do amor sempre irá nos desafiar, uma palavra que vai realmente nos incomodar. Por isso, é importante estarmos de ouvidos atentos. Mas o coração que está preso aos seus limites não consegue perceber a salvação prometida por Deus. O Senhor é aquele que dá sentido a tudo, é ungido por excelência, porque o tempo de graça chegou até nós. Essa salvação não se limita aos critérios pobres e estreitos reservados apenas para aquele tempo e para aquelas pessoas. É necessária a pobreza do coração para assumir a verdade que nos desinstala do nosso egocentrismo. Àquilo que é o principal na nossa vida, sempre disponibilizaremos tempo, porque é justamente essa dedicação que vai determinar aquilo que vamos nos tornar.

A-verdade-sempre-irá-nos-desafiar

Foto Ilustrativa: Wesley Almeidaca/cancaonova.com

Abra seu coração

Será que nosso coração abre-se para amar de todo coração a Deus e se entregar com caridade? Um coração que só quer as provas extraordinárias, não crescerá nunca.

Nós precisamos aprofundar e ampliar a nossa visão da vida, porque Jesus nos oferece a oportunidade para isso. Um amor seletivo é sempre pobre, estreito, restrito. Todas as vezes que nós tomamos a decisão de ficar fechados em nós, negamos os dons do Senhor.

O coração preconceituoso sempre vai ficar revoltado e rejeitar a verdade do amor. Quantas vezes a verdade nos foi dita, mas a rejeitamos? Quando nós rejeitamos o amor, não conseguimos ser felizes. Dessa forma, não conseguimos abraçar aquilo que é mais belo e digno de uma pessoa. A reação negativa diante dos fatos verdadeiros não é uma escuta que se contenta, mas que se revolta, porque justamente não quer uma mudança. Jesus sempre vai insistir conosco. Para quem tem ouvidos para ouvir a verdade proclamada, essa profecia acontece.

Qual tem sido a nossa reação diante da verdade que nos é proclamada? Precisamos nos avaliar. A nossa capacidade de amar e acolher está nula? Como está nosso coração? Façamos uma revisão de vida neste dia.

Amar é ir ao encontro. A experiência do verdadeiro amor acontece quando damos o passo de fazer o que o samaritano fez. Chegar perto, parar a nossa viagem, derramar o azeite, o vinho, dar de nós mesmos como o bom samaritano. Quem não chega perto vai sempre rejeitar o ferido e amar, simplesmente, aquele que acha que é são, mas que também tem deficiências. Quem não adora a Deus de todo o coração, não consegue amar o próximo como a si mesmo. Ame a Deus de todo coração!

Precisamos ouvir a Palavra de Deus e amá-la de uma forma que possamos acolhê-la verdadeiramente. O amor sempre vai falar e incomodar. Um acolhimento que é interesseiro sempre deseja manipular o Senhor. Lutemos para não sermos esse interesseiro dentro de casa e com as pessoas com as quais convivemos, porque, a todo momento, essa opção egoísta nos é oferecida. Precisamos ouvir a Palavra de Deus com amor, assim, sempre contemplaremos as verdades do coração.

Leia mais:
.: Quando as minhas mentiras se tornam minhas verdades
.: É preciso escutar e acolher as interpelações
.: O amor não é lucro de retorno imediato
.: Eu me relaciono de verdade com Jesus Salvador?

Desperte para aquilo que é essencial

Respiremos esse ar puro do nosso estado de vida, da nossa consagração e vocação. Quando nós perdemos o foco, ficamos endurecidos. Em tudo que fizermos, se não houver caridade, não valerá de nada. Só existe sentido de caridade, quando realizamos algo em Deus. Se Ele não for o primeiro na nossa vida, não saberemos o que é belo nem o que é bom nela. Sem o Altíssimo nem o que é belo saberemos administrar. Nós fomos feitos para seguir o caminho, cujo modelo perfeito é Jesus.

Sem caridade não somos nada. Amamos produzindo liberdade? O amor não vive para si mesmo. A caridade só pode guardar em si aquilo que é belo e santo. O perdão nos torna livres. A caridade não guarda rancor. Ela nunca estabelecerá união com as trevas, ela não quer modelar o outro.

Está faltando amor verdadeiro em nosso meio. Despertemos, porque está faltando o essencial, e uma vida sem o essencial deixa de ser profecia. Só teremos condições de enfrentar o mundo lá fora se tivermos os elementos da fé para nos amparar. Somente o amor pode colocar em ordem e harmonizar nosso interior, para que sejamos capazes de enfrentar as coisas externas. Precisamos nos deixar amar, para amar. Deus nos conhece, Ele nos escolheu.

Temos de viver a entrega na promessa de Deus, senão, viveremos tremendo diante dos combates da vida. Acreditemos no Senhor! Não podemos temer, pois o Senhor está conosco. Confiemos n’Ele! Deus não envia ninguém para a derrota, mas sim para a vitória; no entanto, a forma como partimos para a guerra, também, influencia nessa vitória.

Padre Eliano Luiz Gonçalves
Sacerdote da Diocese de Lorena

(Artigo produzido a partir da pregação em janeiro de 2010)

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.