equilíbrio

Faça o que deve ser feito e esteja naquilo que você faz

Com a pandemia, boa parte das pessoas se viu forçada a transformar a casa em escritório e escola. As atividades educativas on-line e o trabalho remoto invadiram o espaço que antes era específico para o lazer e o descanso. Porém, nem todos estão acostumados a delimitar o início e fim dos horários de trabalho e estudo em casa, e esse desequilíbrio pode tornar esse momento de distanciamento social ainda mais complexo.

Se antes da covid-19 já não existia uma fórmula mágica para que alguém conseguisse, ao mesmo tempo, trabalhar, estudar, pesquisar, cuidar de si, da casa, da família, ver os amigos… No momento atual, é imprescindível que as famílias construam um ponto de equilíbrio.

Faça o que deve ser feito e esteja naquilo que você faz

Foto ilustrativa: NoSystem images by Getty Images

Coragem, e faça o que tem que ser feito

São Josemaria Escrivá, o santo do cotidiano, já dizia: faz o que deves e está no que fazes. Quem nunca se pegou no trabalho ou na faculdade bem distraído, pensando na casa, nos filhos, no marido, naquele problema que não cabe a você resolver? Ou, ao contrário, estar fora do horário de trabalho ou estudo, longe da empresa, nas férias ou finais de semana, bem depois do expediente, e estar matutando naquela situação que aconteceu com seus colegas, buscando formas de melhorar seu serviço, atento a cada notificação do grupo da firma. Os dois contextos são uma armadilha, e minam a possibilidade de uma vida em paz.

Durante o distanciamento social, então, a situação piora, pois o ambiente de trabalho, lazer e descanso continua o mesmo: o lar. Eu confesso que já tive aquele orgulho idiota de estufar o peito e dizer: sou workaholic! Hoje, percebo como isso é fetiche sem sentido, que mina os nossos relacionamentos e a nossa saúde.

Não é produtivo nem saudável que você misture os deveres ao longo do seu dia. Aproveite ao máximo o tempo que é reservado para o trabalho e trabalhe neste momento, esteja 100% ali fazendo o que é sua responsabilidade, desligue as distrações, para que você esteja inteiro ali naquela atividade. Nos seus momentos fora do trabalho, mesmo em casa, esteja inteiro com a sua família, com os seus amigos, nos seus afazeres em casa, no seu descanso.

Leia mais:
.:Quarentena: busque conversas que tragam vida
.:A riqueza do convívio dos mais íntimos
.:Aprendendo e amadurecendo com o outro
.:Você sabe encerrar os ciclos da vida?

Exercício diário

Essa atitude pequena, todos os dias, vai trazer equilíbrio e auxiliar muito que você seja um excelente profissional e uma excelente pessoa durante e após a pandemia. Ninguém aguenta alguém que sai da reunião de trabalho e continua vivendo, falando, respirando trabalho. E nenhum trabalhador sobrevive em qualquer emprego se não consegue se concentrar nas tarefas que foram combinadas para o desempenho da sua função.

Convido você a fazer essa experiência a partir de hoje. E adianto que, no início, não é fácil. Se você tentou por um dia ou dois, e no terceiro já foi impossível, recomece. A vida acontecendo é um começar e recomeçar todos os dias.

Faça o que deve ser feito, e esteja naquilo que você faz. Essa postura diante da vida não é prisão, é liberdade.


Mariella Silva de Oliveira Costa

Além de professora, pesquisadora e jornalista, é Doutora com pós-doutorado em Saúde Coletiva (UnB), Mestra em Tocoginecologia (Unicamp), especialista em Jornalismo Científico (Unicamp) e graduada em Comunicação Social (UFV). Servidora pública federal e idealizadora de muitasmarias.com
Instagram : @marielladeoliveiracostawww.youtube.com/mariellaoficial

comentários