discernimento

Vocação: como saber se é Deus me chamando?

Há diferentes vocações, mas é um mesmo e único Deus que chama a todos. O chamado é sempre particular, pessoal e intransferível; ou seja, ninguém ouve por você o chamado que Ele te fez. Você ouve Deus falando, das mais infinitas e criativas formas, mas sempre de um jeito que você “ouvinte” entenda, ou Ele não chamou. Deus é simples, Ele não gosta de complicar as coisas.

Às vezes, o Senhor se utiliza de uma pessoa ou outra para chamar a sua atenção, pois quer falar com você, mas Ele falará com você e não para essa pessoa. Entendeu? A vocação é sempre um exercício de correspondência, Deus chama; eu escuto e respondo; Ele envia, assim como Samuel: “O Senhor chamou a Samuel, e disse ele: Eis-me aqui!” (1 Samuel 3, 4).

Vocação: como saber se é Deus me chamando?

Foto ilustrativa: Delmaine Donson by Getty Images

A revelação da vontade do Senhor em relação a nós se dará no decorrer desse processo de correspondência. É na intimidade com o Ele, ou seja, tornando-me cada vez mais amigo d’Ele é que as coisas se tornam mais claras. No início, Samuel precisava da ajuda de Eli para entender que era Deus quem o chamava, mas, à medida que ele mesmo foi buscando essa intimidade, mais alto e claro ouvia o Senhor.

Seja amigo de Deus

Aqui, quero chamar a atenção para a importância de um diretor espiritual nesse processo de discernimento. Mas lembre-se de: ser amigo de Deus é o primeiro passo para quem quer discernir bem uma vocação. E será sempre o “toque de caixa” dessa vocação, quanto mais íntimo d’Ele eu for, mais eu corresponderei com alegria a esse chamado e mais fácil será obedecer à voz de Deus que, na mesma proporção da nossa correspondência, nos pede mais e mais e nos confia missões cada vez maiores.

Leia mais:
.:Você sabe o que é estado de vida?
.:Um coração nas mãos
.:Modo prático para acabar com nossas brigas
.:Carisma Canção Nova, um carisma do bom humor e da alegria

É interessante que possa parecer tensa essa relação com Deus, então, é aí é que está o segredo. Quando é o Senhor quem chama e livremente vamos respondendo a esse chamado e  nos tornamos amigos d’Ele, vamos sendo tomados por uma paz e uma alegria que autentica esse chamado e chancela a nossa decisão. O medo não cabe nessa relação de amizade com o Senhor e, pouco a pouco, vai ficando menor e mais distante.

Portanto, paz e alegria serão os nossos companheiros no discernimento vocacional e em nossa vocação, pois também serão eles que, nas horas difíceis e nubladas, nos indicarão o caminho certo.

“A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus” (Evangelli Gaudium n.1).

Deus abençoe e bom discernimento!


Carla Picolotto

Carla Picolotto, é natural de São José das Missões-Rio Grande do Sul membro da Canção Nova desde 2009. Passou pelas missões do Rio de Janeiro- RJ, Fortaleza- CE, além de Cachoeira Paulista-SP e Lavrinhas-SP atua hoje na missão de Queluz- SP na Equipe de Formação do Discipulado, que corresponde ao segundo ano do período de Averiguação de ingresso das novas vocações à Canção Nova.

comentários