confira!

Dicas para adaptar o trabalho do escritório em casa

As medidas de distanciamento social remodelaram o trabalho em todo o mundo. À exceção dos serviços considerados essenciais, todos os demais trabalhadores tiveram de trazer parte da rotina do escritório para dentro de casa. E, no caso de quem tem filhos, de uma hora para outra, teve de passar a assisti-los nos estudos com mais intensidade. Passado o momento inicial de adaptação, é possível que nem todas as famílias tenham se acostumado à nova rotina, então, trago aqui diferentes pontos que devem ser praticados no cotidiano dos adultos, para que passem por esse momento tirando o máximo proveito dele, em família.

Não é possível falar de trabalho remoto, home office, teletrabalho sem agir inicialmente ordenando o espaço de trabalho. Ele deve ser silencioso na medida do possível (fones de ouvido são excelente apoio), iluminado, ventilado, com internet e computador e carregadores de bateria sempre à mão, além de bloco de anotações e agenda do dia aberta e visível para todos da casa.

Tempo de trabalho

Antes de começar sua jornada, deixe claro naquele dia para todos da família os momentos em que estará em reuniões e, portanto, indisponível – não é a vida toda, são alguns momentos. E, para cumprir bem essa ordem, siga o conselho de São Josemaria Escrivá: “Faça o que deve ser feito e esteja naquilo que você faz”. Quando estiver com seus filhos, esqueça o trabalho; organize seu dia para para que, quando estiver no horário que estabeleceu para o trabalho, possa dedicar-se a ele.

Dicas para adaptar o trabalho do escritório em casa

Foto ilustrativa: Morsa Images by Getty Images

Ainda no tocante ao tempo de trabalho, no início da semana e no início de cada dia, programe na sua agenda os horários dedicados para cada atividade. Todo serviço deve ter horário para começar e horário para terminar, mesmo estando em casa. Respeite também o horário das refeições, o horário de apoiar as crianças nas tarefas escolares. Essa ordem e disciplina diária vão fazer com que o seu ritmo não seja consumido com atividades que não são urgentes ou importantes, e você vai experimentar, dia a dia, a satisfação de ter feito o que estava agendado para aquela semana.

É importante que cada pessoa tome uma atitude concreta para não ser escrava das “agendas urgentes” de outras pessoas. Com o ritmo frenético de mensagens compartilhadas pelo WhatsApp a cada hora, é impossível que você faça o seu trabalho remoto com qualidade, se deixar a janela de mensagens aberta e, a cada notificação, para tudo o que estiver fazendo e desvia seu foco para o “Bom dia, família” ou aquela mensagem urgente que deve ser compartilhada com o maior número possível de pessoas (típico de fake news).

Estabeleça momentos específicos para acessar o aplicativo e desligue as notificações. Cada pessoa sabe de sua rotina de trabalho, mas o que eu considero ideal para que não haja perda de tempo é acessar na primeira hora de trabalho, antes do almoço, após o almoço e antes de finalizar seu dia de trabalho. Adeque isso à sua realidade e verá como seu dia vai parecer ter mais horas.

Leia mais:
::Dia do trabalho: coronavírus e ócio criativo
::Preguiça Metafísica: tristeza em tempos de pandemia
::Excesso de informações em tempos de isolamento
::Quarentena: busque conversas que tragam vida

Busque ocupar sua mente com outras atividades

Por falar em horas, neste período, é bom que alimentemos a nossa alma com leituras edificantes. No noticiário são tantas informações ruins e incertezas que sugiro a você para acessar os jornais apenas uma vez por dia e por poucos minutos. A menos que você trabalhe com essas informações, não adianta nada para você ter esse acesso frenético a tudo que está sendo dito sobre o vírus.

Ao invés de dedicar seu olhar acompanhando minuto a minuto o número de mortes e contaminados, experimente colocar na sua rotina diária 15 minutos de uma leitura espiritual. Aqui, no site da Canção Nova, você encontra centenas de boas opções, inclusive, algumas você pode baixar gratuitamente e começar agora, assim que terminar este texto! Muita gente diz que não tem tempo para ler porque aguarda por horas de disponibilidade, quando o mais importante é a constância. De 15 em 15 minutos, todos os dias, você vai enriquecer muito sua bagagem espiritual e cultural, com bons livros, claro.

Outro ponto fundamental: lembre-se que sua família não faz parte do seu staff, nem é do grupo de funcionários e colegas de trabalho. Então, esteja disponível para organizar pequenas gentilezas ao longo do dia: a mesa posta, um café da manhã caprichado, lavar as vasilhas sem que ninguém te peça, ajeitar a bagunça da casa, providenciar um lanche da tarde, limpar os banheiros. São pequenos gestos que, ao fim e ao cabo, tornam grande a nossa missão como família.

Importante também que você cuide de você neste período. Acorde no mesmo horário em que acordava antes, se arrume para trabalhar em casa. Isso demonstra respeito consigo mesmo e com quem convive contigo. Pijama, chinelo e meia, cabelo desgrenhado e bafo de onça não são adequados para quem quer aproveitar o dia. Além disso, aproveite as brechas e intervalos entre uma atividade e outra e tome seu café em paz, brinque com o cachorro, cuide das plantas, observe o céu da sua janela… Coisas que você não faria do seu escritório. Vale até se arriscar em alguma receita nova e rápida na cozinha!

E sabe o que é mais legal disso tudo?

É o nosso senso de responsabilidade, que deve aflorar. Não é porque não tem um chefe ao seu lado te cobrando que você está em férias. Somos adultos, sabemos nossas obrigações, então, devemos fazer o que nos cabe. E digo mais: quem sabe, neste período, você terá ideias novas que auxiliem seu local de trabalho a passar pela pandemia minimizando os riscos dela! Deixe que seus superiores saibam que você se preocupa também com a empresa, com os funcionários, com as possíveis demissões e busque alternativas para isso. Pense com a cabeça de dono da empresa, não se limite a pensar como funcionário que está com o salário em dia.

Por fim, ressalto que, se em um dia você não produzir nada, não fez nada do que estava descrito naquele dia, não conseguiu dar conta de tudo: não se martirize. Recomece com afinco e recupere o tempo perdido, só não deixe que isso vire rotina. E ofereça cada atividade que você tem feito a Deus, para que Ele abençoe esse momento e faça com que você saia melhor deste período.

banner the church


Mariella Silva de Oliveira Costa

Mineira, esposa, católica, feliz e amante de uma boa prosa. Jornalista, pesquisadora, professora e empreendedora digital. Mariella também é doutora em Saúde Coletiva (UnB), mestre em Tocoginecologia (Unicamp), especialista em Jornalismo Científico (Unicamp) e graduada em Comunicação Social (UFV). Idealizadora de muitasmarias.com
Contatos: mariellajornalista@gmail.com Twitter/Instagram : @_mari_ella_ www.youtube.com/mariellaoficial

comentários