Missão

Sabe por que evangelizo crianças há 22 anos?

Entrei na Canção Nova em 1997 e já fui chamada para evangelizar as crianças. E lá fui eu, com um vestido não muito bonito, um colorido que não era meu tipo e, para completar, uma tiara com um par de orelhinhas, além de um nome um tanto diferente, pois ali nascia a “Ratinha” do Cantinho da Criança. 

Tinha vergonha, medo e tantos outros preconceitos por evangelizar as crianças e não os adultos. Mas o que me fez ver isso de forma diferente?

Primeiro, tenho um ardor enorme pela evangelização das almas, e Deus me mostrou que as almas das crianças são as prediletas do Céu

As crianças são, também, almas a serem salvas, minha gente. Então, hoje em dia, isso é urgente, porque, cada vez mais cedo, o inimigo de Deus tem lançado suas garras sobre essas almas puras, indefesas, mas as prediletas de Jesus. E o que estamos fazendo? Estamos esperando elas se corromperem para corrermos atrás do prejuízo? Não podemos perder tempo! Onde houver um evangelizador de crianças, ajude-o, anime-o, dê-lhe suporte material e dê oração. Invista na espiritualidade dos evangelizadores infantis.

Meu irmão, reze! Se você evangeliza crianças, seja nos grupos de catequese, nos grupos de oração, nas missas ou em qualquer outra forma, por favor, rezem. Seja um homem, uma mulher, um jovem de muita oração. Arme-se de oração, porque a luta é grande. Atualmente, as almas estão sendo disputadas (bem do nosso lado) pelo Céu e pelo inferno, por isso, precisamos estar armados porque eles estão.

Precisamos estar armados com o santo terço, de preferência, diário; armados com a Eucaristia, o quanto mais que pudermos; armados com a Palavra de Deus, lida e rezada todos os dias; armados com o jejum pelo menos uma vez por semana. A luta é pelas crianças, mas é luta de gente grande!

E mais, ensine as crianças a rezarem. Passemos vida e não só teoria.

Quanta alegria sinto quando encontro alguém que diz ter crescido com a evangelização que fizemos na Canção Nova. Experimente, também, essa alegria, onde você estiver.

Segundo, é o olhar de uma criança que se apaixona por Jesus!

O brilho no olhar delas, com a música, com a fantasia, com a dança, com a oração rezada com poder, mas com alegria. Aqueles olhinhos que olham para Jesus Eucarístico numa adoração, quando você diz que ali está Jesus escondido na hóstia, naquele “Pãozinho branco”.

As lágrimas caindo dos olhos das crianças cujos pais estão separados e ,na oração, Jesus as consola, as ama. O sorriso quando contamos uma história bíblica, mas com voz engraçada, com cara de sapeca.

Leia mais:
.: Qual o papel evangelizador da família?
.: Como as crianças devem ser educadas de acordo com a idade
.: Que tal um sorvete?
.: Os avós podem ter grande influência na educação dos netos

O brilho em seus rostos quando cantam, dançam e rezam com músicas cristãs católicas e não com outras tantas músicas maliciosas que hoje lhes são oferecidas. Sim, elas estão dançando, se divertindo, mas o conteúdo…Ah, o conteúdo vem do Céu! Com certeza os anjos cantam e rezam com elas.

O olhar curioso diante de um teatro, diante de um fantoche feito à mão. A imaginação que viaja, mas viaja para o  que há de mais belo que Deus tem para cada uma delas: o amor de um Deus apaixonado. O amor de um Deus que, em Seu Filho, disse: “Deixai vir a mim as criancinhas”.

Ainda hoje evangelizo as crianças

Trabalho no setor infanto-juvenil da Canção Nova, ficando nos bastidores dessa missão. Trabalho na produção de vários livros para crianças e, também, para adolescentes. Além disso, também trabalho na evangelização dos grupos de oração “Sentinelas”, nos bairros de nossa cidade.

Por um tempo atuei como personagem, depois, nos bastidores. De uma forma ou de outra, esses são os motivos porque evangelizo as crianças há 22 anos. Evangelizo adultos também? Sim! Mas alguém precisa continuar a evangelizar as almas prediletas e defendê-las nesta luta espiritual, porém, a vitória já foi ganha na Cruz e Ressurreição de Jesus.  O que precisamos fazer é apresentar essa vitória a cada criança da nossa casa, na escola, no bairro, no prédio, na Igreja. Elas são almas e esperam por alguém que apresente Jesus para elas!

banner espiritualidade


Rosení Valdez Oliveira

Rosení Valdez Oliveira é missionária na Comunidade Canção Nova desde 1997. Ela reside na missão de Cachoeira Paulista (SP) e atua no Setor infantojuvenil com produção de conteúdo para crianças e adolescentes. Rosení também prega encontros para casais junto com seu esposo, Alexandre Oliveira. Semanalmente, o casal comanda uma live oracional no Instagram da @cancaonova. A missionária é colunista, desde 2013, do portal cancaonova.com. Também é organizadora do livro ‘#Adolescente – de quase tudo um pouco’, pela editora Canção Nova, e do DVD ‘Um lugar bem legal’, pela gravadora Canção Nova.

comentários