Advento

Maria e Isabel: o encontro das promessas que faz olhar para frente

O tempo do Advento nos leva a recordar diversos momentos marcantes da vida da Virgem Maria e, também, dos Seus familiares: Isabel e Zacarias.

Após saber que Isabel estava grávida, Maria foi às pressas ao encontro daquela idosa que também era portadora de uma promessa. A esterilidade do casal era algo tido como vergonhoso naquela época. Uma situação que refletia os sofrimentos do povo, mas também a intervenção amorosa de Deus na história. Deus sempre olha como vivem seus filhos!

Zacarias e Isabel experimentaram, assim, uma grande transformação pessoal e social: antes, se viam constrangidos por não poderem gerar um filho; agora, se veem como participantes do projeto de salvação, pois, seriam pais do precursor de Jesus, João Batista. Uma realidade contemplada também pela Mãe de Jesus.

Maria e Isabel: o encontro das promessas que faz olhar para frente

Imagem ilustrativa.

Maria e Isabel: um encontro cheio do Espírito Santo

Quando, no diálogo que teve com o anjo, fica sabendo que também Isabel foi agraciada milagrosamente, Maria vai visitar a Sua parenta. Até chegar à região de Ain Karen (como é conhecida hoje), nas proximidades de Jerusalém; Ela fez uma longa viagem de pouco mais de 100 quilômetros desde que saiu da cidade de Nazaré. Acredita-se que foi junto a uma das caravanas que se dirigiam à Cidade Santa, Jerusalém. Um Santuário que recebe muitos peregrinos e se torna um lugar propício para cada peregrino experimentar a intervenção do Senhor em meio às suas esterilidades por meio da alegre visita de Nossa Senhora.

E onde Maria chega, acontece um encontro cheio de vida, cheio do Espírito Santo! Quando Ela e Isabel se veem, encontram-se também os frutos da bondade e do amor de Deus. A Igreja da Visitação marca esse momento além da resposta de louvor de Nossa Senhora. O Seu Magnificat está nos muros do Santuário em diversos idiomas, localizado em uma região montanhosa, com ar fresco de belas paisagens, a cerca de 550 metros da Igreja da Natividade de São João Batista.

Vemos ainda que, a distância e situação de também estar grávida não foram pretextos para Nossa Senhora fechar-se em Si mesma. Nós também podemos sair de casa, do nosso comodismo; ficarmos atentos às necessidades concretas das pessoas e procurar ajudar na medida das nossas capacidades e possibilidades.

Leia mais:
.: Maria e Isabel testemunham a experiência de Deus
.: Visita de Maria
.: Zacarias e Isabel: um novo olhar, uma nova história
.: A missão de João Batista é nos preparar para a vinda do Senhor

O olhar de Deus por nós

Até pouco tempo, Maria e Isabel levavam uma vida dentro de suas rotinas. Porém, elas experimentaram a intervenção divina! Ele sempre se revela em nossa trajetória. Muitos esperam grandes milagres e revelações. Contudo, no caminho, descobrimos que a ajuda de Deus, muitas vezes, pode vir em forma de um convite a olhar para o futuro, e não se prender ao passado. Foi isso o que aconteceu com Zacarias e Isabel.

É necessário fazer escolhas! Uma opção é agarrar-se às amarras do passado, se apoiar nas esterilidades e traumas provocados por acontecimentos anteriores. A outra é ser como os pais de João Batista: não olhar o sofrimento com pesar, lamentos ou vitimismo, e sim como oportunidade de se encontrar com a graça, renovação e misericórdia do Senhor. Para quem se deixa conduzir por Ele, tudo é graça, tudo pode ser motivo para se aproximar e se deixar alcançar, mesmo as piores situações da vida.


Gracielle Reis

Missionária da Comunidade Canção Nova, carioca, jornalista pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e bacharel em História pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Gracielle já atuou em coberturas jornalísticas nacionais e internacionais, especialmente na Terra Santa. A jornalista tem experiência em rádio, TV e plataformas digitais, além de projetos de evangelização nacionais para a juventude. Atualmente, é jornalista da TV Canção Nova de Portugal.

Contatos:
Instagram: @graciellereiscn

comentários