entenda

Qual é o papel do pai no primeiro mês do bebê?

Quando nasce um bebê, o envolvimento é tão grande com a mãe, que é bem comum o pai sentir-se excluído dessa relação. Muitos dos pais não sabem o seu novo papel e não entendem bem como podem ajudar. Preferem até mesmo se afastarem, com receio de acabar atrapalhando.

A rotina com o recém-nascido parece ser exclusiva da mãe. Além disso, é bem comum a sogra ficar em casa ou até mesmo a nova família se instalar na casa dela. Assim, o pai se vê em um terreno unicamente feminino e não consegue, portanto, encontrar espaço nessa nova dinâmica.

O primeiro mês de vida é bem atribulado, e parte do sucesso desse tempo é o pai desempenhar bem o seu papel

O pai, muitas vezes, pode ser o que eu chamo de apoiador de base, ou seja, aquela pessoa que elegemos para defender as nossas escolhas. Nos momentos de fragilidade podemos nos perder, e o papel do apoiador de base é o de nos lembrar daquilo que era importante para nós quando traçamos nosso plano de parto e o de amamentação.

Ele sempre vai nos apoiar em nossas decisões, sejam quais forem elas; e, muitas vezes, transmitir essa decisão para os outros membros da família. Ele ajudará a ver as coisas com mais clareza, quando surgir um momento difícil.

O papel do pai no primeiro mês do bebê

Foto ilustrativa: monkeybusinessimages by Getty Images

Compartilhe tarefas

Trocar fraldas, dar banho e ninar o bebê podem ser tarefas divididas com a pai. Deixe-o à vontade, encoraje-o e jamais critique a forma como ele está fazendo, mesmo que não seja tão perfeita quanto a sua ou quanto a da avó! Ele só vai aprender e ter segurança quando efetivamente colocar a “mão na massa”!

Ele pode te incentivar na amamentação quando você pensar desistir!

Existe um lema: “Quem tem peito, dá leite, quem não tem, dá força!”. Isso pode ser incrível e até salvar sua amamentação se seus pensamentos e objetivos em relação à amamentação estiverem alinhados. Além disso, ele poderá colocar o bebê para arrotar, assim, você aproveita esse tempinho para descansar até a próxima mamada.

Fazendo sala

O pai é ótimo para dar conta das visitas. Deixe isso por conta dele! Você não precisa fazer sala se estiver muito cansada.

Tarefas domésticas

Delegue a ele tarefas de casa, caso você não tenha alguém para fazer isso. Ele também poderá sair para ir à farmácia, quitanda ou mercado.

Leia mais:
::Como preparar-se para a chegada do bebê?
::Pais de primeira viagem: seis coisas que você precisa saber
::Choro do bebê: como identificar e quando se preocupar
::Baixe o aplicativo da Canção Nova e tenha acesso a todos os conteúdos do portal cancaonova.com

Encoraje-o a passear e conversar com o bebê

A mulher, como passou por uma gestação, já está acostumada com esse contato íntimo. Mas, para o pai, muitas vezes, não é tão simples!

Dar banho de chuveiro no bebê

Isso é o que eu chamo de “banho do papai”. A banheira é acolhedora, horizontal, redonda, feminina, já o banho de chuveiro do papai é vertical, aventureiro. Seu bebê vai amar esse momento e o papai também!

Acredite, o pai quer esse contato! Só que, às vezes, não sabe por onde começar. Então, facilite e seja a mediadora desse processo!

O papel do pai nos primeiros meses é muito importante para que a mãe proporcione segurança ao bebê, porque ela sente que também está apoiada. Acredite, isso faz uma enorme diferença, inclusive na dinâmica de sua amamentação.

banner pais e filhos


Heda Cristina Bilard

Graduada em Enfermagem pela UNIFATEA, Heda Carvalho tem especialização em Saúde Publica pela UNITAU, Obstetrícia pela UNIVAP e Administração Hospitalar pela Universidade São Camilo, áreas na qual possui vasta experiência de 10 anos. Ela trabalhou como Coordenadora na Saúde Pública de Guaratinguetá, foi Gerente de Enfermagem na Santa Casa de Lorena e Aparecida. Atualmente, é fundadora da assessoria para mães e bebês “CASULO”, sendo especialista em Educação Perinatal, Shantala, Laserterapia, Aromaterapia e Doulagem.

comentários