Maria, a Mãe da Misericórdia

Jesus Cristo disse aos Seus discípulos no Sermão da Montanha: “Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36).

A Palavra de Deus nos exorta a sermos misericordiosos, pois o Pai é misericordioso e, em Jesus Cristo usou de misericórdia para conosco. Somos chamados a usar dela também para com nossos irmãos, para com nossos amigos e inimigos. O julgamento pertence a Deus, por isso, não devemos julgar, mas perdoar as pessoas que nos ofenderam, maltrataram-nos e nos fizeram o mal.

Essa é a vontade do Pai a nosso respeito: que amemos os nossos inimigos e rezemos pelos que nos perseguem (cf. Mt 5,44). Ele nos convida a amar e a perdoar as pessoas que nos humilharam, desprezaram-nos e nos maltrataram. Porém, percebemos que, muitas vezes, não damos conta de amar e perdoar as pessoas que nos fizeram mal, que nos prejudicaram. Então, como podemos dar conta de exercer a misericórdia com aqueles que nos maltratam?

Para aprender a misericórdia, conheçamos a escola de Jesus Cristo, entremos na escola onde a Virgem Maria é a formadora, a educadora por excelência. Ela vai nos ajudar a vencer os nossos limites, nos ensinar a amar e a perdoar até mesmo os nossos inimigos, pois Nossa Senhora ensinou Seu Filho, mas também aprendeu de Jesus Cristo o amor, o perdão, a misericórdia, até mesmo para com os inimigos. Sendo assim, mais do que qualquer outra pessoa ela aprendeu a amar e a perdoar até mesmo aqueles que maltrataram, humilharam e mataram Seu Filho Jesus Cristo.

A Virgem Maria é a nossa mãe, aquela que nos ensinou, mas também aprendeu de Jesus Cristo. O caminho de humilhação, de perseguição, de morte de seu Filho, fizeram de Maria a mulher forte, a qual perseverou em oração, juntamente com os apóstolos e discípulos de Jesus (cf. At 1,14). Ela intercedeu pela Igreja nascente e continua a interceder por nós. Mais ainda, ela nos ajuda nesse caminho de crescimento no amor e na misericórdia, gerando, pelo Espírito, seu Filho Jesus Cristo em nós. Consagremo-nos a Ele pelas mãos desta boa mãe e mestra, para que, um dia, alcancemos a eternidade junto do Pai no Reino dos Céus.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.