Não se diminua

Conheça os males de autoimagem negativa

As armas mais fortes que satanás utiliza para acabar com os cristãos são de natureza psicológica. O sentimento de inferioridade e a falta de autoestima têm aprisionado muitos cristãos. Embora esses cristãos tenham tido lindas experiências com Deus, tenham grande fé e bom conhecimento da Palavra de Deus, encontram-se como que acorrentados e presos por terríveis complexos de inferioridade, presos a um profundo sentimento de que não valem nada. Quero relatar aqui quatro maneiras pelas quais satanás usa dessa arma com o objetivo de nos derrotar e fazer-nos fracassar.

A autoimagem negativa paralisa nosso potencial

Muitos dons, talentos têm sido como que jogados no lixo. Cada ser humano tem uma verdadeira mina de capacidade, mas, infelizmente, por terem uma imagem distorcida de si mesmo, tem perdido esse grande potencial. São poucas as pessoas que conseguem, muitas vezes, superar os tormentos da dúvida em relação ao seu próprio valor ou as arrasadoras decepções quanto à sua identidade. Uma autoimagem fraca pode começar do berço, nos acompanhar durante os primeiros anos da nossa vida e intensificar-se na adolescência.

Conheça os males da autoimagem negativa

Foto ilustrativa: Bruno Marques/cancaonova.com

Depois que nos tornamos adultos, ela aparece assentar-se sobre nós como uma névoa densa. Há momentos em que parece se dissipar um pouco, mas sempre retorna como que tentando envolver-nos e sufocar-nos. Infelizmente, muitos cristãos têm sido afetados por essa praga. Jesus contou a parábola dos talentos. O homem que tinha apenas um talento ficou paralisado por seus temores e sentimentos de incapacidade, tinha tanto medo de fracassar que não fez investimento do seu talento, mas enterrou no chão para ficar mais seguro.

É exatamente isso que satanás quer que façamos: que enterramos os dons e talentos que Deus nos deu, não podemos ficar, congelados, paralisados, imobilizados, acomodados, pois temos capacidades dadas por Deus. Os dons e os frutos do Espírito Santo não podem ser abafados em nós por uma imagem negativa que temos de nós mesmos.

A autoimagem negativa destrói nossos sonhos

Talvez, você tenha ouvido esta seguinte expressão: “os neuróticos são pessoas que constroem castelos no ar; os psicóticos são os que se mudam para eles; e os psiquiatras são os que recebem o aluguel”. Aqui não estou falando de sonhos fantasiosos, mas venho dizer que o Espírito Santo pode nos inspirar a termos visões e sonhos audaciosos do que Deus quer realizar em nós e por meio de nós. Porém, infelizmente, com uma visão negativa de nós mesmos, os nossos sonhos morrem e o grande plano de Deus para a nossa vida nunca se realiza.

Vemos isto no antigo testamento: Deus tinha um plano para o povo de Israel, um sonho belo e audacioso. Ele colocara no coração deles a imagem de uma terra prometida, uma terra boa, abundante em leite e mel, que logo eles deveriam tomar posse. Moisés, ao receber a ordem de Deus, mandou para a terra um grupo para o reconhecimento militar a fim de espiar o lugar, pois esperava que as realidades da terra viessem a confirmar os sonhos e promessas de Deus.

Até certo ponto isso aconteceu, pois o grupo militar voltou trazendo ótimas noticias da terra, diziam que o mel que havia na terra era dos melhores, e que as frutas eram belas e muito agradáveis, mas, infelizmente, o grupo militar começou a ter uma visão negativa, dizendo que possuir a terra seria impossível, porque os habitantes da terra eram gigantescos, enquanto que, o povo de Israel era como gafanhoto diante deles.

Confiar na promessa de Deus

Não se pode ter uma opinião mais baixa de si mesmo do que aquele que se vê como um gafanhoto. O grupo militar começou a chorar dominados pelo medo. Somente Josué dava um relato diferente e dizia: “É certo de que o povo é alto, mas nós não o tememos, pois o Senhor está conosco, eles são como pão para nós, podemos devorá-los, e podemos vencê-los, porque essa é a vontade de Deus para nós”.

O sonho de Deus era que o povo conquistasse a terra, mas o povo tinha uma imagem fraca de si mesmo, então, se achavam como gafanhotos.

A sorte é que Moisés juntamente com Josué confiaram na promessa de Deus e partiram em frente para conquistarem a terra, pois não iam deixar que o sonho que Deus havia plantado em seus corações viesse a morrer, simplesmente por se acharem fracos diante do inimigo. Por causa de nossa imagem negativa, frustramos o plano que Deus tem para nós.

O que tem acontecido com seus sonhos? Onde está a visão espiritual que Deus colocou em nosso coração? O que foi que destruiu? Tenho certeza de que muitos dos sonhos estão mortos, porque satanás tem colocado um sentimento de que somos como gafanhoto. E como consequência disso nunca chegamos a perceber o nosso potencial como filho de Deus, infelizmente somos dominados por temores e dúvidas, sentimentos de impotência e de inferioridade. Quero dizer que se você tem um sonho em seu coração de ser um missionário, se você sonha que Deus pode através de você operar milagres, curas, prodígios, maravilhas nunca deixe os seus sentimentos e temores abafarem estes sentimentos de seu coração. Lembrando de que Deus nunca coloca um sonho em nosso coração, se não é capaz de realiza-lo (Santo Agostinho).

A autoimagem negativa destrói nossos relacionamentos

Se ficarmos sempre achando que não temos valor, poderemos ter muitas dificuldades em nossa comunhão com Deus, pois teremos dificuldades de nos aceitarmos e, assim, não iremos assumir que somos imagem e semelhança de Deus, pois, quando criticamos o projeto, logo estaremos criticando o projetista. Pode ser que seja isso que esteja acontecendo com você? Você não se aceita como é, então, você critica quem te criou.

A autoimagem estraga o nosso relacionamento com os outros, e satanás usa do nosso sentimento de inferioridade e de incapacidade para nos separarmos das pessoas. Ele nos leva a achar que a melhor maneira de suportarmos o complexo de inferioridade é nos retrairmos para dentro de nós mesmos e termos o menor contato com outras pessoas, ou seja, apenas de vez em quando dar uma expiadinha para fora, enquanto o resto do mundo segue em frente.

Quais são as pessoas mais difíceis de convivermos? Aquelas que não gostam de si mesmas, como não gostam de si mesmas, não gostam dos outros, então fica difícil conviver com pessoas assim. A autoimagem negativa é, dentre todos os fatores, a que mais destrói relacionamentos humanos. Quem tem uma imagem negativa de si mesmo está pedindo aos outros aquilo que ninguém pode fazer, “levá-lo a se sentir capaz e ajustado, enquanto ele está convencido exatamente ao contrário”, isso coloca um peso muito grande sobre uma esposa, um marido, filhos, amigos, pessoas da comunidade. Preciso dizer que você deve dar passos dolorosos para vencer a esses sentimentos.

A autoimagem negativa prejudica nosso serviço cristão

Não sei se você já percebeu o que as pessoas dizem quando você pede para elas fazerem alguma coisa na comunidade. Preste atenção nas “respostas”:

“Não posso dar aula de catequese porque tenho vergonha de falar na frente.”

Não posso dar dar o meu testemunho porque não sei o que falar, tenho medo.”

Não posso ajudar na evangelização de casa em casa porque tenho medo de fazer isso.”

“Não posso pregar hoje porque nunca prego bem.”

Leia mais:
.: Os descompassos de poder e as consequências para a sociedade
.: O trabalho é obra do Criador e não deve servir ao dinheiro
.: A autenticidade e a coerência: armas essenciais na sociedade atual
.:Diálogo e diálogos: uma abertura a novos caminhos

Infelizmente, os coordenadores de grupos e movimentos ficam como que sufocados com uma torrente de autodepreciação que as pessoas derramam com suas desculpas para não trabalharem na obra de Deus. Claro que têm pessoas que não fazem porque não tem o dom, mas claro que pode fazer outras coisas. Você não pode colocar uma pessoa para cantar, se ela não tem voz; mas ela pode fazer outras coisas, pois todo mundo é capaz de fazer alguma coisa e utilizar os dons em função dos irmãos.

Deus não exclui

Quero dizer que Deus não escolhe superastros para realizar sua obra, o time de Deus não é constituído de muitos sábios, nem poderosos, nem nobres, nem de super-homens, nem de mulheres maravilhas. Veja, Moisés era gago; Pedro sendo uma coluna da Igreja vivia numa vida simples como pescador; Paulo afirma não ter eloquência em suas palavras.

Venho dizer que você precisa se libertar de todos os sentimentos que tem amarrado o seu potencial, pois, em você, habita um Deus chamado Espírito Santo, que pode fazer maravilhas usando de você. O segredo de tudo está em você lutar, e sei que não será fácil. Vejo que muitos grupos da RCC não estão crescendo, porque seus membros sempre têm um sentimento de incapacidade; acham que fulano e beltrano é sempre melhor do eles; acham que não vão conseguir, que tudo será em vão, que não têm condições… Quero dizer que: você precisa assumir com convicção o poder de Deus em sua vida.

Wesley Corrêa

comentários