Autoconhecimento

Será que os meus sentimentos são reais?

Nem sempre é fácil nomear sentimentos em nossa vida

Já ouvi muitas pessoas expressando a dificuldade de reconhecer emoções e sentimentos, de dar um nome a tais situações e de traduzir não apenas o que sente, e sim aquilo em que acredita. Porém, nem sempre é fácil nomear sentimentos em nossa vida. Por sentimentos, entende-se “estado de ânimo ou disposição emocional em relação a uma coisa, um fato ou uma pessoa”. Quando notamos aquilo que sentimos, é importante avaliar se existem ou não as disfunções cognitivas, ou seja, se existem formas distorcidas de perceber o mundo.

Uma das situações que podemos vivenciar é a de interpretar os fatos de forma extremista, isto é, tudo ou nada, esquecendo dos vieses. Os sentimentos trazem uma influência direta do histórico de vida da pessoa, incluindo neste histórico, as coisas em que ela acredita, bem como as experiências que possui. E, dessa forma, cada pessoa tem uma reação diferente diante das situações.

Será que os meus sentimentos são reais?

Foto ilustrativa: Wesley Almeida/cancaonova.com

Quando analisamos a forma de pensar e sentir das pessoas que vivem a depressão, por exemplo, notamos que existe, em muitos casos, uma tendência a fazer apenas generalizações negativas exageradas, que nem sempre condizem com a realidade. Mas quando vamos além do que sentem e acreditam, pode haver uma interpretação bastante intensa do fato que pode levar essas pessoas a um sofrimento ainda maior.

“Quando estamos preocupados, deprimidos ou nervosos, ficamos inclinados a pensar de maneira tendenciosa e distorcida. Distorções cognitivas ou distorções de pensamento, podem torná-lo propenso a olhar as coisas da pior maneira possível” (Leahy, 2007).

Para deixar mais claro esse conceito, podemos exemplificar alguns tipos de distorção cognitiva:

– Imaginar que as coisas serão piores no futuro, mesmo sem uma evidência concreta;

– Achar que as pessoas não te aceitam;

– Desqualificar-se e não considerar seus aspectos positivos;

– Pensar em fracasso para todas suas ações;

– Prever um futuro catastrófico;

– Ficar preso a pensamentos e sentimentos do passado;

– Dificuldade para contradizer pensamentos negativos.

Se perceber distorções em sua forma de pensar, é possível contestar esses padrões negativos, observando o que há contra e a favor do pensamento e dos sentimentos que você teve, dando outras alternativas mais positivas à situação. “O principal é perceber que você pode estar usando as mesmas distorções cognitivas repetidamente. Por exemplo, se prevê catástrofes, então, pode pôr as coisas em perspectiva ao verificar com que frequência nada de mau acontece” (Leahy, 2007).

Analisar a situação

Nem sempre é fácil reconhecer o que sentimos e, especialmente, nos sentirmos bem na expressão verdadeira das situações. Num ambiente de terapia, receber e acolher essas emoções são partes do processo, o que nem sempre acontece no dia a dia. Mesmo assim, vale olhar para dentro de si em busca de uma percepção mais apurada daquilo que vivemos e sentimos.

Leia mais:
.:Saúde mental: quem cuida da mente cuida da vida
.: O que pode abrir as portas para um depressão?
.: Conheça o que são as doenças psicossomáticas
.: Como manter a saúde física e mental equilibrada?

Toda expressão emocional é digna de importância e consideração, mas é muito importante pensar que, quando temos uma interpretação tendenciosa de um fato, podemos construir uma realidade baseada em algo unicamente imaginário e bem diferente. Essas interpretações tendenciosas podem, até mesmo, fazer com que vejamos, por exemplo, uma possibilidade de namoro em uma relação que é unicamente fraternal, amiga.

Outra situação que pode ocorrer é que o sentimento acompanhado de uma emoção exagerada, podem trazer uma visão pouco realista e extremamente disfuncional. Não se trata de desqualificar totalmente nossos sentimentos, sejam eles quais forem, mas se as lentes que percebem o mundo estiverem desfocadas, haverá um grande risco desses sentimentos e emoções não serem saudáveis. Neste processo, o olhar para dentro e fora de si, além de, olhar ao redor colocando os pés firmes na realidade pode muito colaborar.

banner relacionamento

comentários