alimentação

Para cultivar uma vida saudável é preciso habituar-se a bons hábitos

O que fazer para, além de dar conta de uma rotina agitada e cheia de informações, cultivar uma vida saudável?

A rapidez das informações e o ritmo da sociedade nos levam a trabalhar muito e por muitas horas. Temos muitas atividades diárias: casa, trabalho, estudos, família, namoro, espiritualidade, amigos, além de manter-se atualizado com as redes sociais como entrar no Facebook, olhar o Twitter, adicionar amigos, ler jornais… Ufa! Ficou cansado? É assim que muitos de nós nos sentimos. Criamos uma pressão em nós, muitas vezes maior, e nosso grau de exigência e perfeccionismo pode acentuar essa pressão interna; com isso, a sensação de cansaço e desgaste gera prejuízos em nossa produtividade e emoção. Muitos de nós afirmam: preciso de um dia que tenha 48 horas. De fato, isso nunca acontecerá, mas o que fazer para, além de dar conta disso tudo, cultivar uma vida saudável?

Para cultivar uma vida saudável é preciso habituar-se a bons hábitos

Foto ilustrativa: Daniel Mafra/cancaonova.com

É muito importante que possamos retomar hábitos simples, muito valiosos e que há muito tempo esquecemos. O primeiro deles: alimentação. Sim, alimentação saudável e balanceada. Querendo ganhar “tempo”, comemos um alimento pouco adequado, como um salgadinho, e, em pé, tomando um refrigerante e falando ao celular. Ou seja, qual a atenção que você deu àquela alimentação?

Qualidade de vida

Imagine-se repetindo isso por 20 dias ao mês e multiplicando por 12 meses. Certamente, algum problema de saúde acontecerá: desde ganho de peso, aumento de pressão, gastrite ou coisa assim. Tudo isto abrirá uma enorme porta para doenças e até mesmo uma queixa constante pelo desconforto que você ganhará se alimentando dessa forma. Tudo isso para ganhar quantos minutos no seu dia?

Possivelmente, a soma real revelará que apenas perdemos tempo, qualidade de vida e muitas outras coisas. Esse é apenas um exemplo simples, mas muito real na vida de todos nós.

O que tem causado um grande desconforto em todos nós é a dificuldade de darmos tempo para cada coisa em nossa vida: se o sentimento é de uma vida com muitos compromissos, o primeiro ponto é organizar a agenda. Qual o horário de cada um deles? O que precisa ser realizado? O que pode ser mudado? O que não é essencial e pode ser retirado da agenda? Esse passo nos ajudará, inclusive, a observarmos se tem dado tempo para seu lazer, para a convivência com a família e amigos, para seus cuidados pessoais; coisas simples que fazem toda a diferença em nossa qualidade de vida. Quando falamos em lazer, nada precisa ser exagerado ou caro. Um passeio a pé já é muito valioso!

Leia mais:
::Quando o assunto é alimentação, nossas escolhas nos definem?
::A alimentação pode ajudar alguém a vencer o vício do cigarro?
::O sono e sua importância na manutenção da saúde
::Sou intolerante aos alimentos que contêm glúten. E agora?

Ao cuidar de pequenos hábitos em nossa vida, podemos pensar em:

– Manter o bom humor. Tudo pode estar difícil, mas se tivermos um olhar positivo sobre as coisas, tudo pode melhorar;
– Cuidar para não fazer tudo com pressa e irritação. O corpo sente os efeitos disso;
– Realizar atividades prazerosas e também as práticas espirituais;
– Observar seus limites e procurar agir com flexibilidade frente às necessidades de sua vida. As preocupações em excesso ou o perfeccionismo não aliviarão seu dia a dia.

Cultive o “jardim” dos seus relacionamentos. Se forem cuidados como uma planta, darão flores e frutos. Família e amigos são essenciais para nosso equilíbrio afetivo-emocional. Aos poucos, com persistência em mudar, vamos percebendo que pequenos hábitos, quando cultivados, trarão grandes e efetivas mudanças em nossa vida, dando maior equilíbrio em todas as dimensões.

comentários