Confie!

Acreditar será sempre uma decisão e um passo de fé

Só um coração curado é capaz de acreditar

É assim que quero começar esta partilha com você, pois é exatamente isso que tenho vivido nestes tempos. Deus tem me ensinado que acreditar é sempre um grande desafio e um passo de . Olhando para minha história, posso testemunhar a Misericórdia do Senhor para comigo, posso testemunhar o quanto Ele acreditou e acredita em mim. Ele, mais do que ninguém, soube esperar pacientemente cada tempo e cada processo em minha vida; acompanhou-me de perto e sempre esteve ao meu lado nos momentos em que eu mais precisei, Ele nunca desviou de mim o Seu olhar amoroso de Pai.

Acreditar será sempre uma decisão e um passo de fé

Foto ilustrativa: Paula Dizaró/cancaonova.com

Deus alegrou-se comigo a cada vitória, a cada passo dado, a cada decisão e mudança concretizada em minha vida, Deus permaneceu fiel quando eu fui infiel! Deus permaneceu fiel quando, por vezes, não fui capaz de realizar a Sua vontade e acabei frustrando os Seus planos e, mesmo assim, Deus permaneceu fiel! Só Deus é capaz de sondar e entender o coração do homem; Ele vai muito mais além daquilo que se é capaz de ver. “O Homem vê a aparência; Deus vê o coração!” (1 Sm. 16,7b).

Deus vê o seu coração, Ele conhece todo o potencial que você tem guardado aí dentro, potencial para o bem, nós fomos criados para o bem e não para o mal, ser bom faz parte da nossa essência e, por isso, Deus acredita em mim e em você!

O que fazer para acreditar outra vez?

Muitos de nós fomos feridos no amor e não conseguimos mais acreditar em nada e em ninguém. Talvez, isso tenha acontecido com você e, hoje, você se pergunta o que fazer para amar outra vez? O que fazer para acreditar outra vez? Eu digo para você: Antes de tudo você precisa com a “graça de Deus” esquecer tudo o que passou, depois você precisa fazer o firme propósito de amar e fazê-lo é fundamental, pois ele é o antídoto certo para fazer cair por terra o nosso orgulho.

Este é o primeiro passo a ser dado: “Entregar a sua liberdade ao Senhor!” O Segundo passo é buscar ajuda: procure alguém para rezar pela sua cura interior; a oração de cura interior é fundamental! Através dela o Senhor realiza curas profundas em nosso coração. Eu sei que não é fácil, porém não esqueça: “É uma decisão”.

Acreditar é fruto de um coração curado; só um coração curado é capaz de acreditar! Quantas pessoas desacreditadas de si mesmas e dos outros, estão ao seu redor? E o pior de tudo é que por não acreditarem nelas mesmas, os outros acabam sendo reflexo deste descrédito e acabam sofrendo as consequências de um coração que está ferido e amargurado por tantas situações.

Imagine alguém dentro de um buraco cheio de entulhos no qual a luz do sol não é capaz de penetrar. Já imaginou? Agora, imagine o que pode acontecer com essa pessoa se ela não sair logo desse buraco. Obviamente, com o passar do tempo, a falta de luz do sol e os entulhos ali amontoados começarão a atrair diversos tipos de insetos e animais daninhos à saúde, que começarão a atrair doenças para essa pessoa. Pois bem, se você não tiver a coragem de abrir o seu coração e permitir que a cura de Deus chegue até você, retire todos os entulhos que estão amontoados sobre o seu coração e sobre a sua vida. Você nunca será capaz de acreditar em você e, muito menos, nos outros.

Respeite o processo natural

Olhe para a sua realidade hoje e reflita: em quem ou em que você precisa acreditar? Pois bem, chega de perder tempo; é hora de dar o passo! Afinal, “só se aprende acreditar, acreditando; só é capaz de acreditar quem se deixa curar e transformar por Deus.

Eu gosto de dizer que: quem acredita precisa ser como um semeador que trás nas mãos uma semente. Aos olhos de todos não passa de uma pequena e insignificante semente, mas ela traz no cerne de si uma grande árvore que, um dia, será portadora de muitos frutos. Quem acredita não pode ficar parado apenas na semente, precisa ter a coragem de plantá-la, regá-la e cultivá-la a cada dia e, principalmente, esperar… esperar sem visar resultados imediatos, sem querer enxertá-la, porque seria um desrespeito aos seu processo natural.

Respeitar o processo natural jamais deixará de ser algo fundamental, se o que se visa lá na frente é uma linda e grande árvore frondosa e fecunda. É preciso cuidar com amor e, muitas vezes, será inevitável podá-la! Mas, nunca sem muito jeito e suave delicadeza, nunca sem muito respeito à vida que ali está latente e que está desabrochando. Será muitas vezes preciso colocar um apoio, para que ela não cresça com nenhuma deformidade.

Leia mais:
::As feridas passadas não podem afetar seus relacionamentos
::Você tem se importado e cuidado da sua autoestima?
::Qual é o momento certo para deixar o casulo para trás?
::Meus pensamentos me ajudam ou me prejudicam?

Jesus acredita em nós!

Para que isso fique bem gravado em seu coração, repito: acreditar será sempre uma decisão e um passo de fé. E, essa decisão não será fácil tomar, pois vai além da nossa vontade, então, acaba sendo exigente, nos faz desacomodarmos e desinstalarmos, fere o nosso orgulho e nos faz morrer para o nosso amor próprio. Mas, não posso negar que os frutos desta experiência são gratificantes àqueles que tem a coragem de vivê-la e só quem viveu pode atestar concretamente o que estou dizendo. “É preciso correr os riscos para gozar do prazer que eles oferecem!”.

Meu irmão e minha irmã, nunca se esqueça disso: sempre que você quiser desacreditar de algo ou de alguém nunca se esqueça que Jesus nunca desacreditou de você.


Diácono João Carlos e Maria Luiza

João Carlos Medeiros é membro do segundo elo Comunidade Canção Nova. Psicólogo clínico e familiar, Medeiros também é logoterapeuta, sexólogo e mestre em sexologia humana. Casado com Maria Luiza da Silva Medeiros que também é membro do segundo elo Comunidade Canção Nova, é psicóloga clínica e familiar. Ela é pós-graduada em psicoterapias cognitivas e em neuropsicologia.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.