Missão

Formação contínua de catequistas: o testemunho como material do encontro

Nas palavras do Papa João Paulo II, a missão da catequese de adultos é “de fato, o modo como há-de compreender e praticar o seu cristianismo nos diversos momentos e ambientes da vida profissional, social e cultural”. Os catequistas da turma de jovens e adultos devem compartilhar os testemunhos e as experiências de vida de seus catequizandos fazendo com que se sintam acolhidos. Isso quer dizer que não se pode ignorar que eles têm uma história de vida que deve integrar os temas abordados.

São diversos os motivos pelos quais os adultos procuram as paróquias para participar dos encontros de catequese. Alguns buscam os sacramentos da primeira eucaristia e da confirmação, outros até mesmo do batismo. E ainda aqueles que querem se preparar para um próximo sacramento, o matrimônio ou o batismo (como padrinho). A vontade de celebrar os sacramentos deve se tornar uma oportunidade de formar um católico participante e consciente da importância dos ritos da Igreja.

Formação contínua de catequistas o testemunho como material do encontro

Foto Ilustrativa: by Getty Images / SDI Productions

Os catequistas devem acolher a realidade de cada um

O catequista não pode se esquecer de que está lidando com pessoas que já passaram por muitas alegrias e dificuldades, que tem sua fé própria, construída pelos momentos de sucesso e fracasso e moldada sob sua própria perspectiva de vida. O desafio é orientar essa fé de acordo com a Doutrina Católica, para que o catequizando não se sinta desamparado. Desses testemunhos, podem surgir ações que o catequizando julgava corretas, mas não foram embasadas no amor e na vontade de Deus, por isso precisam ser esclarecidas. Mas também podem ser ouvidos testemunhos de caridade e de boas obras, relembrando-nos o que ensinava São Paulo sobre os que não conhecem a Lei, mas ao cumpri-la “mostram assim que os preceitos dela estão gravados em seus corações, e têm como prova o testemunho de sua consciência e os juízos com que ora se acusam ora se defendem uns aos outros” (Rm 2, 15).

A vida do cristão bem orientado se baseia em buscar a Cristo, encontrá-Lo e amá-Lo. E quão importante é a busca! Assim, é teu catequizando, aquele que buscou a Cristo e o primeiro passo foi a participação nos encontros de catequese. Cumpre sua missão de orientar o encontro com Cristo e, então, o catequizando poderá compreender o amor de Deus e a Deus. Pratique, você mesmo, a busca pelo conhecimento da Doutrina cristã e torne-se o exemplo que tanto influencia quem o acompanha.

Leia mais:
.: Confira outros artigos da série “Dicas para catequistas”
.: Qual a importância da catequese para a fé das crianças, jovens e adultos?
.: Por que é necessário ter catequese e catequistas?
.: Como faço para transmitir a fé para meus filhos? 

Em breves palavras, tenha paciência e empatia para com aqueles que se apresentam nos encontros, mas trazem consigo pouco ou nenhum conhecimento da Doutrina cristã. Seja para eles o mestre que ensina com carinho e faz brotar em seus corações o desejo de se encontrar com Cristo. Nas palavras do Evangelho: “Não julgueis os outros, e Deus não vos julgará” (Mt 7, 1). Que assim seja e bons encontros!

Referências:

BÍBLIA SAGRADA. Tradução da CNBB, 18 ed. Editora Canção Nova.
PAPA JOÃO PAULO II. Homilia. Roma, 22 abr. 1979.

banner espiritualidade


Luis Gustavo Conde

Catequista atuante na evangelização de jovens e adultos. Palestrante focado na doutrina cristã. Advogado com atuação na área de Direito de Família e Direito Bancário. Tecnólogo em Gestão Empresarial. Professor de cursos técnicos-profissionalizantes.
Instagram: @luisguconde Contato: luisguconde@gmail.com

 

 

comentários