Disposição de fazer o bem

Virtude: o que é isso?

Virtude, uma disposição habitual e firme de fazer o bem

Entre os cristãos, costuma-se também orar com pequenas aclamações, elogios, palavras de amor, confiança e súplicas a Deus e aos santos. Aos poucos, essas orações pequeninas, chamadas jaculatórias, foram sendo sistematizadas e agrupadas em forma de ladainhas. Na ladainha do Coração de Jesus, rezada geralmente na sexta-feira, há essa invocação: “Coração de Jesus, abismo de todas as virtudes, tende piedade de nós!”. O Coração de Jesus é a fonte de todo bem, graça e virtude.

Virtude: o que é isso
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

O que diz o Catecismo da Igreja Católica

O Catecismo da Igreja Católica diz que virtude é uma disposição habitual e firme de fazer o bem. É bom recordar que as virtudes humanas podem ser agrupadas em torno de quatro: prudência, justiça, fortaleza e temperança. São chamadas “virtudes cardeais”, porque desempenham papel de dobradiças; as demais se agrupam em torno delas.

A prudência dispõe a razão a discernir o verdadeiro bem e a escolher os meios adequados para o realizar.

A justiça consiste na vontade constante e firme de dar a Deus e ao próximo o que lhes é devido.

A fortaleza dá segurança nas dificuldades, firmeza e constância na busca do bem.

A temperança modera a atração dos prazeres sensíveis e procura o equilíbrio no uso dos bens criados.

A educação é a metade da virtude, diz o povo, referindo-se aos bons modos que facilitam a boa convivência entre as pessoas. As virtudes morais crescem pela educação, pelos atos deliberados e pela perseverança no esforço. A graça divina as purifica e eleva. As virtudes humanas se fundem nas virtudes teologais, que se referem diretamente a Deus. São elas: fé, esperança e caridade.

Pela fé, cremos em Deus e em tudo o que Ele nos revelou; cremos que a Santa Igreja nos propõe a crer.
Pela esperança, desejamos e aguardamos de Deus a vida eterna e as graças para merecê-la.
Pela caridade, amamos a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos, por amor a Deus.

Leia mais:
:: Lutemos para alcançar as virtudes cristãs
:: Qual a maior virtude do ser humano?
:: Virtudes e Defeitos

Jesus fez da caridade o novo mandamento: “Este é o meu preceito: Amai-vos uns aos outros como eu vos amei” (Jo 15,12). Virtudes, qualidades e sentimentos dão colorido, força e vida, facilitam o relacionamento entre os humanos e os aproximam da perfeição plena, que é Deus.

Por isso pedimos: “Jesus, manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao vosso!”. Coração de Jesus, abismo de todas as virtudes, tende piedade de nós, fazei-nos cada vez mais ricos das virtudes do acolhimento, alegria, amor, bondade, caridade, doçura, entusiasmo, esperança, fé, fidelidade, fortaleza, generosidade, honestidade, humildade, justiça, mansidão, misericórdia, modéstia, paciência, paz, perseverança, piedade, prudência, pureza, sabedoria, silêncio, sinceridade, temperança…

Formação Canção Nova

Veja também:

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.