Base familiar 👨‍👩‍👧‍👦

A Sagrada Família de Nazaré: nosso maior exemplo

Irmãos e irmãs, tenho uma pergunta bastante provocativa: “O que a família significa para você?”. Embora cada pessoa tenha a sua resposta específica, é possível cogitar que uns responderão que a família é um local em que se encontra segurança, um porto seguro. Outros responderão que nela é possível viver mais livremente. Outros, ainda, vão dizer que a família é um lugar de confiança mútua. O mais interessante é que essas respostas vão aparecer mesmo que, aquele que responde, tenha a consciência plena de que sua família não é a mais perfeita do mundo.

Quando o nosso Salvador, Jesus Cristo, veio ao mundo, Ele não chegou de qualquer maneira. Quis Deus que seu Filho Unigênito nascesse em uma família, ou seja, Ele quis que a redenção do mundo iniciasse no bojo de um lar. Isso demonstra o quanto a família é importante para Deus.

Encontre o caminho de volta para sua família

Aquela passagem bíblica que narra a preocupação de José e da Virgem Maria após descobrirem que Jesus não estava retornando para casa com eles, após passarem o período da Pascoa em Jerusalém, demonstra o quanto aquele casal santíssimo primava por sua família. Preocupados com o desaparecimento de seu filho, eles tomaram o caminho de volta para a capital de Israel e encontraram Jesus no templo em meio àqueles homens doutos.

A Sagrada Família de Nazaré nosso maior exemplo

Foto Ilustrativa: Bruno Marques/ cancaonova.com

Essa passagem nos dá uma importante lição: se existe algum membro da nossa família que, por algum motivo, a dinâmica da vida nos fez ficar distantes, precisamos fazer o caminho de volta, assim como fez José e Maria. Essa passagem bíblica está nos dizendo com todas as letras que chegou o momento de refazermos o caminho de volta e diminuir a distância entre nós e aqueles a quem nos afastamos, seja qual for o motivo. A Família de Nazaré está nos mostrando que o retorno é sempre possível, ainda que custe.

No fundo, não foi Maria ou José que encontraram Jesus, mas foi o próprio Jesus quem se deixou ser encontrado por eles, afinal, Jesus nunca se perde, somos nós quem nos perdemos d’Ele. Porém, quando fazemos o esforço para encontrar Jesus, Ele deixa ser encontrado por nós. Isto pode até ser considerado como um principio eterno: por amor, Deus permite ser encontrado por cada um de nós. Neste sentido, a nossa família, do jeitinho em que ela se encontra, é um lugar sempre propício para encontrarmos Jesus, ou melhor, sermos encontrados por Ele.

Leia mais:
.:Como a espiritualidade mariana deve ser vivida em família?
.:A sua família é um espaço de diálogo e catequese? 
.:Família, projeto de Deus para a felicidade
.:Como a vida em família nos faz pessoas melhores

A família cristã deve ser a imitação da Família de Nazaré, quer dizer, um lugar onde Deus caiba plenamente e onde Ele é tratado com carinho e respeito. Na nossa família, o desamor, a disputa e a competição mundana deveriam passar bem longe. Nas nossas famílias, aliás, a única disputa que deveria acontecer é a disputa do amor, da caridade.

A Família de Nazaré, portanto, é a nossa escola do Evangelho. Deveríamos olhar para ela com olhos de contemplação, ruminar tudo o que nela se vive, escutá-la com a máxima atenção e penetrar sem medo nos seus mistérios. Precisamos ser tão íntimos da família de Nazaré a ponto de nos sentirmos parte dela. Se alguém nos perguntasse quem são os integrantes da Família de Nazaré, deveríamos responder: Jesus, Maria, José e eu.

Peçamos a Deus a graça de imitar com perfeição a família de Nazaré, de modo que a nossa família se transforme numa escola de virtudes e num lugar habitual de encontro com Deus.

Deus abençoe você! E até a próxima!


Gleidson Carvalho

Gleidson de Souza Carvalho é natural de Valença (RJ), mas viveu parte de sua vida em Piraúba (MG). Hoje, ele é missionário da Comunidade Canção Nova, candidato às ordens sacras, licenciado em Filosofia e bacharelando em Teologia, ambos pela Faculdade Canção Nova, Cachoeira Paulista (SP). Atua no Departamento de Internet da Canção Nova, na Liturgia do Santuário do Pai das Misericórdias e nos Confessionários. Apresenta, com os demais seminaristas, o “Terço em Família” pela Rádio Canção Nova AM. (Instagram: @cngleidson)

comentários