influência

O papel dos tios e tias na educação das crianças

Qual é a influência dos tios na educação de uma criança e quais cuidados devem ser tomados?

A chegada de um bebê é, geralmente, motivo de muita festa e grandes expectativas entre todos os familiares, principalmente os mais próximos. Entre as esperas que envolvem a chegada do novo membro da família, está a ansiedade não apenas dos pais, mas também dos avós e tios.

Muitos dizem que o amor por um sobrinho é algo extraordinário, um evento de grande alegria e a realização de um sonho também para os irmãos dos pais desse novo bebê. Mas qual, efetivamente, é a influência dos tios na educação de uma criança e quais cuidados devem ser tomados?

O papel dos tios e tias na educação das crianças

Foto ilustrativa: Wesley Almeida/cancaonova.com

Por não conviver diariamente com a criança, uma tia não tem o peso da rotina e das tarefas disciplinares que devem nortear o crescimento de uma criança, pois essas atividades mais chatinhas acabam ficando para os pais. Entretanto, a família estendida (avós e tios) têm também grande parcela de responsabilidade pelos cuidados com a criança. Um tio, por exemplo, pode aproveitar a leveza dessa relação não cotidiana para orientar, aconselhar e incentivar a criança a ter as bases que os pais propõem.

Para isso é importante conhecer essas bases para respeitar as orientações dos pais da criança e não apresentar contradições importantes nos primeiros anos de vida desta que tem o seu próprio tempo de assimilação e processamento das informações que recebe. Quando o sobrinho crescer mais e tiver seus próprios questionamentos, os tios poderão auxiliá-lo a construir suas respostas e expandir seu campo de visão e valores sobre o mundo.

Muito importante ter consciência de que os pais são autoridade máxima sobre a criança, e isso deve ser respeitado. Portanto, críticas aos pais, ao modo como educam e aqueles tais conselhos que muitos gostam de oferecer, deve ser feito diretamente a eles – sem a presença da criança – e de forma suave, quando for solicitado.

Evidente que não estamos falando aqui dos casos que envolvem abusos (físicos, emocionais e sexuais), que devem ser denunciados para proteção da criança. O que estamos abrindo aqui é a rotina da família estendida e como propiciar à criança um ambiente familiar sadio e respeitoso. De acordo com a teoria sistêmica das constelações familiares, o respeito à hierarquia é fundamental para que a família siga de maneira funcional e em paz.

Para isso, é importante que se reconheça, mais uma vez, que a autoridade dos pais é a primeira, a máxima sobre os filhos, sobrepondo a autoridade dos tios e dos avós. Obviamente, isso não significa que a criança não deva respeito e obediência aos adultos de dentro e de fora da família, e esse deve ser um valor importante dado pelos próprios pais.

Enfim, uma criança que nasce numa família harmoniosa e respeitosa tende a seguir o padrão que se manifesta ao seu redor e, se é orientada adequadamente, sem violência e com amor, acaba sendo motivo de alegria, orgulho e união entre os membros dessa família.

Nisso, os tios têm muito a contribuir! De novo: por não estarem tão envolvidos na rotina da criança, podem olhar de fora algumas características importantes que os próprios pais não veem, e assim contribuir para o crescimento da criança e usufruir dessa relação que pode ser muito proveitosa e para todos.

via-sacra

Adquira este livro!


Milena Carbonari

Palestrante em empresas, escolas e comunidades, a psicóloga Milena Carbonari é pós-graduanda em Educação e Terapia Sexual e terapeuta de EMDR (tratamento de traumas e fobias). Contato: psicologa@milenacarbonari.com. br

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.