Um milagre de Deus pelas mãos de Maria!

Depois do nascimento do nosso primeiro filho, o amado e tão esperado Felipe, o Vinícius e eu decidimos ter mais uma criança. Como o tempo foi passando e eu não engravidava, comecei a fazer exames. Da mesma forma, meu marido também se submeteu a vários exames. Continuamos a tentar, mas não tínhamos sucesso. Então, no dia 25 de março de 1993, Festa da Anunciação, já como consagrados no núcleo da Comunidade Canção Nova, o Vinícius e eu fizemos uma oração, que é para ser feita durante os nove meses, de março até o Natal. Eu disse a Nossa Senhora que queria ficar grávida, pois já estava com quase 40 anos de idade e compreendia os riscos de uma gravidez nessas condições. Eis a oração:

Oh! Virgem Santa Imaculada, sem mancha, vós preparastes em vosso seio virginal a morada do Filho de Deus. Eu me envergonho de aparecer diante de vós. Desejo que o Filho de Deus, o qual quis nascer de vós, renasça espiritualmente em mim e me conceda esta graça de que tanto necessito (dizer a graça). Prostro-me a vossos pés, oh! Santa Mãe de Deus, e debaixo do vosso olhar terno, doce e puro, das vossas mãos benditas e de vosso manto sagrado, eu vos louvo e bendigo, e entrego a minha vida. Reverencio-vos por todas as horas dizendo: Bendita, oh! Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem Maria, Santa Mãe de Deus. Amém!

Passadas algumas semanas, já com a certeza interior de carregar no meu ventre o sinal do poder de Deus, fiz o teste de gravidez e, pela graça de Deus, o resultado foi positivo. Logo no início fomos alertados de que seria necessário muito cuidado com a gestação, pois eu estava com o colo do útero aberto e poderia sofrer um aborto natural. O Dr. Djalma Almeida dos Santos, que é ginecologista, nos falou a respeito de um material estranho que havia sido encontrado no colo do útero e que deveria ser retirado e mandado para exame. Fiz a cerclagem na semana seguinte. Passados alguns dias, ele foi à nossa casa, em Cachoeira Paulista (SP), nos levar o resultado do exame. Tratava-se de restos de uma segunda placenta. Havia dois fetos nela e um deles fora abortado naturalmente; apenas um resistiu, isso para mostrar a escolha de Deus, a salvação manifestada naquela pequena vida em formação.

Orava muito pelo bebê, que iria nascer, consagrava-o a Nossa Senhora todos os dias. Pedi também ao Senhor uma Palavra que confirmasse que minha gravidez fora realmente um milagre recebido pelas mãos de Maria, e Ele me deu as “Bodas de Canᔠ(cf Jo 2), o primeiro milagre de Jesus pelas mãos de Maria.

Sou testemunha de que o nosso segundo filho, André, foi um milagre de Deus pelas mãos da Mãe!
Como é bom ter uma Mãe, cujo coração é atento aos seus filhos, que cuida de nós e se ocupa com nossas dificuldades e problemas! Ela é uma Mãe perfeita, que ama incondicionalmente, sem querer nada em troca. Ela nunca diz: “Não tenho tempo para você”, pois é a Mestra da disponibilidade. Convido você a assumi-la como sua Mãe, uma Mãe que cuida de você e é presença atuante em sua vida!

Que você também possa testemunhar que “tudo é possível para aquele que crê” e que conta com a poderosa intercessão da Virgem Maria.

Deus abençoe você e sua família.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.