Sou filha de Maria

Desde os meus primeiros meses de vida, tive a graça de ter Maria na minha vida, de ser filha de Maria.

Aos três meses de vida, minha mãe me consagrou a Nossa Senhora Aparecida. Cresci com a presença de Maria, e tendo-a como Madrinha. Passou o tempo, me tornei adulta e decidi por mim mesma me consagrar a Nossa Senhora. Fiz, então, a Aliança de Amor com a Mãe Rainha.

Ao ingressar na Comunidade Canção Nova, no meu noviciado, em Queluz/SP, durante uma Celebração Eucarística, o Padre Jonas me chamou e pediu para eu contar a minha história com Maria. Naquele momento, ele me consagrou a Nossa Senhora de Fátima. Perguntei o porquê e ele me respondeu que um dia eu entenderia.
No ano 2000, fui morar na casa de missão de Natal/RN, e encontrei um grupo de amigos que faziam a preparação para fazer a Consagração da Verdadeira Devoção a Santíssima Virgem de São Luiz Maria de Monfort. Fiz com eles a preparação e a consagração novamente

Tudo o que sei é que sou filha de Maria, nasci no mês de maio, sou consagrada a Ela. Sua presença é muito real e viva na minha vida. Olhando para a minha história vejo as “pegadas” de Maria. É a presença de quem sempre caminhou comigo desde os meus primeiros anos de vida e hoje, mais do que nunca, vive comigo este tempo novo na minha vida de mulher, de consagrada, de namorada.
É Ela é quem me segura e me ensina a viver e a esperar a hora de Deus em todas as situações.

Descubra também você a presença de Maria em sua vida!
Tenho a certeza de que você vai se surpreender com as “pegadas” de Maria em sua história.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.