Papa e mártir: que lutou sempre pela obediência

Se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis a vida em vós‘ (Jo 6,14).

Nosso encontro de hoje se dá com o Papa SÃO MARTINHO I. Uma das primeiras vítimas daquilo que mais tarde se chamaria de ‘cesaropapismo’. Quer dizer, o sistema do poder civil que toma conta do poder religioso. A Igreja do Brasil sofreu bastante com isso, no século passado, quando era o Imperador quem escolhia os Bispos e distribuía os cargos entre o clero.

O Papa só podia mesmo confirmar. Mas o nosso Santo, Martinho I, preferiu obedecer a Jesus Cristo, e não ao Imperador. Declarando a vários imperadores que em Cristo existem duas vontades: a vontade divina e a vontade humana, contrariou os mesmos, que queriam impor a vontade deles sobre a própria doutrina da Igreja. Cristo, verdadeiro homem e verdadeiro Deus! Por causa dessa fé e da liberdade da Igreja, Martinho I foi exilado.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.