Os Frutos do Sofrimento

São Paulo assinala a perseverança, como um caráter testado e a virtude da esperança como chave para os frutos que são desenvolvidos quando um cristão é capaz de exultar nas dificuldades.

‘Não só isso, mas nos gloriamos até das tribulações. Pois sabemos que a tribulação produz a paciência, a paciência prova a fidelidade e a fidelidade, comprovada, produz a esperança. E a esperança não engana. Porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado’. (Rm 5, 3–5) Com as estrutura em muitas sociedades desmoronando, há uma grande necessidade para os cristãos mostrarem em suas vidas as virtudes mencionadas acima.

Maria, a Mãe de Jesus, sobressai como um modelo de discipulado cristão. Ela ouviu a Palavra de Deus e acreditou, apesar de seus temores. Sendo cheia do Espírito Santo, ela foi capaz de suportar o sofrimento ao tornar–se a Mãe de nosso Redentor e Salvador Jesus Cristo.

Cheia do Espírito Santo e dócil à ação do Espírito Santo, perseverou na fé até aos pés da cruz, quando o corpo morto crucificado de seu único filho foi colocado em seus braços. Mesmo assim, ela continuou crendo ainda mais.

Através da intercessão de Maria, que nós possamos perseverar em nossos sofrimentos como discípulos de Jesus Cristo, e aguardar com esperança o próximo milênio. Que achemos consolo nas palavras de S. Paulo, em Romanos 8, 18–19.

Tenho para mim que os sofrimentos da presente vida não têm proporção alguma com a glória futura que nos deve ser manifestada. Por isso, a criação aguarda ansiosamente a manifestação dos filhos de Deus‘.

Mark Nimo,
Membro do Conselho Internacional da RCC
E-mail: marknim@hotmail.com

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.