Não tenhais medo!

A missão dos Profetas foi e será difícil. Que o digam Elias, Isaías ou Jeremias; que o diga o próprio Jesus, condenado à morte pelas denúncias que fez às autoridades do seu tempo que ‘honravam o nome de Deus com os lábios, mas tinham o coração longe d’Ele‘; que o digam os nossos irmãos mártires, e muitos outros confessores ou testemunhas da fé que gastaram a vida no exercício da missão profética e evangelizadora; que o digam tantos irmãos e irmãs nossas que sacrificam toda a sua vida pela difusão dos valores do Evangelho!…

Mas, para todos nós que queremos viver, com doação este serviço da Igreja, é confortante a palavra evangélica, há pouco proclamada: ‘Não tenhais medo dos homens’. ‘Não temais: valeis muito mais que os passarinhos’, ‘O que escutais ao ouvido, proclamai-o sobre os telhados’, ‘Não temais os que matam o corpo, mas não podem matar a alma’.

Dizer a verdade em todos os ambientes e a cada instante é difícil! Mas… não temais! Viver coerentemente com a verdade da fé que professamos é difícil! Mas… não temais! Denunciar as injustiças, as faltas de verdade, as situações de exploração da pessoa humana, as formas desonestas e indignas de vida é difícil! Mas… não temais! Ele, a quem quiseram destruir dando-lhe a morte, venceu o mundo!

É preciso proclamar sobre os telhados o nome santo de Deus; é necessário proclamar bem alto que só Cristo poderá salvar a humanidade; é preciso erguer a voz, em todos os púlpitos de comunicação que só o amor de Deus pacifica o coração do homem. Àqueles que o fizerem, Jesus – nosso Mediador – os reconhecerá em presença do Pai que está nos céus.

Maria Santíssima, que, neste lugar, anunciou a três crianças, o mistério do amor de Deus ofendido pelos pecados dos homens, nos faça despertar para a nossa missão profética. Maria Santíssima, que acompanhou a Igreja nascente no primeiro anúncio da Boa Nova de Jesus morto e ressuscitado, nos ajude a alimentar o fogo divino e o zelo do anúncio que caracterizou a pregação dos Doze, na manhã de Pentecostes. Maria Santíssima, que soube guardar em seu coração as palavras de Jesus, nos ensine a guardá-las também em nosso coração. Que Ela nos abra à Boa Nova de Seu Filho e nos impulsione, com a sua proteção, a realizar o que Seu Filho nos disse para fazermos: ‘Ide e anunciai a Boa Nova a toda a criatura‘.

+ Manuel Madureira Dias
Bispo do Algarve
Portugal, 23 de Junho de 2002.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.