Eleutério o libertador

Santo Eleutério que lembramos hoje (20/02), tem como significado do nome: libertador. Assim Eleutério ao viver inteiramente para Cristo conseguiu ser instrumento de libertação de erros e pecados para muitos.

Viveu entre os séculos V e VI em Tournai, norte da França, hoje Bélgica, por volta do ano 470. Conta-nos a história que quando menino ele ouviu a profecia de que seria um bispo. Eleutério ao corresponder o chamado vocacional entrou para a formação que o encaminhou ao sacerdócio e mais tarde à sagração episcopal, ou seja, foi escolhido pelo Espírito Santo e feito bispo na Igreja e para a Igreja Católica.

Eleito como primeiro bispo de Tornai, Santo Eleutério foi um grande desbravador da fé que deu o seu sangue por amor ao rebanho. Pela Igreja de Cristo naquela região Santo Eleutério trabalhou arduamente para organizar a construção de igrejas, o arrebanhar vocações, formar o clero, em fim tudo o necessário para lidar com a recém-nascida diocese.

Grande pacificador Santo Eleutério conviveu em meio a grandes conflitos, por isso ao lidar com um povo de índole guerreira teve que se empenhar em Deus, para penetrar a Paz de Cristo em tantos corações. Era o tempo também das conversões em massa, onde um rei decidindo mudar de vida e seguir Jesus, acabava atraindo toda uma nação, já que confundindo religião com nação. Neste sentido o Santo de hoje entrava em ação com uma sólida evangelização a fim de que o Evangelho torna-se estilo de vida para o povo.

Zeloso, perseverante e homem de oração combateu as heresias (doutrinas mentirosas) e batalhou com Jesus para o resgate de muitas almas pagãs. Santo Eleutério pelo povo deu a vida que recebeu de Deus e que a Ele voltou no martírio em 532.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.