Doar-se e não ser mero espectador

É fácil comentar quando estamos de fora das situações. Não entendemos, não sabemos do que se trata e muitas vezes não procuramos ir a fundo.

É mais fácil e cômodo ‘destruir’ com nossos comentários errados e ignorantes, do que ajudar a resolver.

Se falamos sem entender e sem saber do que se trata, ‘metemos os pés pelas mãos’ e o que era do tamanho de um grão de areia acaba tornando-se uma grande bola de neve.

Olhar as situações de fora sem entender e comentá-las, pode nos levar à murmuração, e isto não resolve, pelo contrário, piora cada vez mais. No entanto, se ficarmos indiferentes como se nada estivesse acontecendo, não será o remédio.

Busque entender as situações e não seja apenas um expectador diante delas – entre por inteiro.

Se alguém está sofrendo, sofra junto; se alguém está fraco na fé, ajude-o a se fortalecer; se alguém não ama, ajude-o a amar. Não sejamos apenas expectadores vendo os outros morrerem.

Faça algo, disponha-se a ser o primeiro a ajudar.

Quem se dispõe, esquece de si para dar-se aos outros. Isso foi o que Jesus fez, oferecendo-se ao Pai por causa de cada um de nós. Ele não foi apenas um expectador, Ele doou-se por nós.

Seria melhor, se a cada situação, nós nos colocássemos dentro do coração de Jesus.
Como? Olhando com misericórdia, com amor, com carinho, sem acusar ou julgar. Isso é um exercício diário que precisamos fazer, pois se nos treinarmos hoje e amanhã, depois de amanhã iremos conseguir.

Os tempos são breves, estamos no limiar da segunda vinda de Jesus, na qual não dará para improvisar na hora o amor, a misericórdia e o carinho.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.