Discretamente bela: como Maria!

Durante toda a minha caminhada, tenho percebido constantemente o quanto é forte a presença de Maria. E quero partilhar com você, um fragmento de vida.

A simplicidade sempre foi marca registrada em minha família. Desde cedo, aprendi a viver do necessário. Fui educada pela Divina Providência, nas roupas que vestia, no sapato que calçava, no shampoo que usava. Tudo era presente de Deus, através de tias, parentes e amigos da família.

Cresci sem muitas vaidades. Aprendi a me amar, e a me aceitar do jeito que eu sou; querida aos olhos de Deus. Descobri a beleza de ser.

Conquistei espaço no meio profissional e percebi que poderia ir mais além.

Como gerente de uma joalharia, o contato com o mundo da moda e do consumo, começou a me fascinar.

Nesta época, o investimento em roupas, cosméticos, perfumaria; foi grande.

Desta forma, o meu adorno passou a consistir em coisas externas, diferente do que diz a palavra de Deus, na primeira Carta de Pedro: “O vosso adorno não consista em coisas externas, tais como cabelos trançados, jóias de ouro, vestidos luxuosos, mas na personalidade que se esconde no vosso coração, marcada pela estabilidade de um espírito suave e sereno, coisa preciosa diante de Deus”. (1Pd 3,3-4)

Certa vez, um conhecido bem conceituado, cabeleireiro da capital de Minas Gerais, foi até minha cidade, no sul de Minas,para um desfile;após o desfile de “cortes de cabelos”, ele chegou para mim e disse: “Você é uma beleza rara! O que ainda faz aqui neste fim de mundo? Invista numa carreira de modelo; vai para a capital!”

Aquele comentário me abria um mundo de possibilidades, antes jamais imaginado.

Foi o primeiro e único desfile da minha vida.

Dentro de mim, haviam outros valores já fixados pela mão de Deus através de Maria.

Lembro-me de algo que disseram num Retiro Espiritual: “Vejo em seus olhos sinais de santidade; não deixe que tirem isto de você!”

A partir de então, a cada dia se evidenciava em mim o desejo de lutar para viver a santidade, como um chamado de Deus. E o molde para viver este chamado era Maria!
Sabe por que? Por que Deus queria rever Maria em mim, da mesma maneira que Ele quer rever Maria em cada homem e mulher de Deus.

Nascida na Festa da Pureza de Maria, hoje eu sei que, Deus me fez discretamente bela: como Maria!

E assim, também você: conservando a conduta casta no temor, pelo adorno do coração, Deus te fará uma pessoa realmente bela, de um espírito suave e sereno como Maria.

Que Nossa Senhora interceda por ti, pela santidade do teu coração, que guarda a verdadeira e discreta beleza de uma alma!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.