Convocação do Santo Padre na íntegra

‘Caríssimos Irmãos e Irmãs!

1. Há meses que a comunidade internacional vive uma grande apreensão devido ao perigo de uma guerra, a qual poderia perturbar toda a região do Oriente Médio e agravar ainda mais a tensão mundial já existente neste início de terceiro milênio. Por isso é dever dos fiéis, de qualquer religião que sejam, proclamar que jamais poderemos ser felizes se estivermos uns contra os outros e jamais o futuro da humanidade poderá estar assegurado com a lógica da guerra e do terrorismo.
Nós, cristãos, em particular, somos chamados a sermos os sentinelas pa paz , nos locais onde vivemos e trabalhamos. Nos é pedido para vigiarmos nossas consciências não cedendo às tentações do egoísmo e da violência.

2. Convido, portanto, a todos os católicos a dedicar-se de modo particular no dia 5 de março, Quarta-feira de Cinzas, à oração e ao jejum por causa da paz, especialmente no Oriente Médio.
Imploraremos a Deus acima de tudo a conversão dos corações e a prudência nas decisões justas para resolver através de meios adequados e pacíficos as contendas, as quais servem de obstáculos ao peregrinar da humanidade nos tempos atuais. in
Em todos os santuários marianos se elevará aos céus ardentes orações pela paz com a recitação do Santo Rosário. Convido a todas as paróquias e famílias que venham recitá-lo para esta grande causa da qual depende o bem de todos.

Para tais invocações se acompanhará o jejum, expressão de penitência para o ódio e a violência que corrompem os relacionamentos humanos. Os cristãos partilham a antiga prática do jejum com tantos irmãos e irmãs de outras religiões, através do qual pretendem despojar-se de toda soberba e dispor-se a receber de Deus os maiores e mais necessários dons, dentre os quais, em particular, os dons da paz.

3. Por ora, invocamos para essa iniciativa que se coloca no início da Quaresma, a especial assistência de Maria Santíssima, rainha da Paz. Que através de sua intercessão o mundo possa ressoar com renovada força e a beatitude evangélica possa também encontrar um efetivo acolhimento: “Bem-aventurados os pacíficos, porque serão chamados filhos de Deus!” (Mateus, 5, 9)”

Colocação feita pelo Papa João Paulo II no Angelus do dia 23 de fevereiro passado convocando todos os cristãos a orarem e jejuarem pela paz mundial.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.