Controlar a Própria Vontade!

Quando Terezinha esperava completar a idade mínima exigida para entrar no Convento do Carmo, nos dá um notável exemplo de vida, realizando perseverantes mortificações, para ser mais digna de NOSSO SENHOR.

Suas palavras explicam o seu procedimento:

“Quando falo em mortificações, não quero me referir às penitências dos Santos. Longe de querer aparecer como aquelas almas de impressionante valor, que desde a infância se entregaram a toda sorte de macerações. As minhas mortificações são modestas e consistem primordialmente em quebrar a minha vontade, e assim, evitar qualquer resposta áspera ou palavra de réplica, em prestar pequenos obséquios as pessoas de minha convivência e muitas outras iniciativas deste gênero. Desse modo, ia-me preparando com o exercício destes “nadas”, para ser digna esposa de JESUS, utilizando o tempo de espera para aprimorar na renúncia de mim mesmo, no cultivo da humildade e nas demais virtudes.”

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.