Carnaval, tempo de cair as máscaras

Carnaval, tempo de cair às máscaras, pois a nossa meta são as coisas do alto. O Senhor quer que vivamos uma vida na realidade, sem máscaras. Porque a nossa meta é o céu, sabemos que a nossa realidade última é a eternidade. Assim devemos buscá-la. Devemos viver a radicalidade do verdadeiro cristianismo; ao buscar o Senhor, devemos mudar de vida. O tempo urge por evangelizadores. Não dá mais para continuar se enganando, é necessário viver a radicalidade rumo à santidade.

Quando Jesus voltar deve nos encontrar diante do Santíssimo, pois na Eucaristia está o segredo da santidade, que nos leva à ressurreição e nos deixa moldar pelo Espírito de Deus.

A Igreja vive também da Palavra, e deve ser assim também conosco; o anúncio do evangelho é uma obrigação, sem a qual damos brecha para o inimigo entrar e fazer na nossa vida um ‘carnaval’.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.