Cardeal brasileiro fala no Sínodo dos Bispos

Nesta quarta feira realizou-se a primeira sessão de círculos linguísticos na X Assembléia Geral Ordinária dos Bispos. Os Padres Sinodias elegeram os respectivos moderadores para cada círculo que ao todo são 12. Os círculos hispânicos resultaram em três. Para o círculo A, foi eleito como moderador Dom Jorge Enrique Carvajal, presidente do CELAM (Conferência Episcopal Latino-Americano); para o círculo B, o Cardeal Arcebispo de Lima no Peru, Dom Juan Luis Thorne, e para o círculo C, o Cardeal Cláudio Hummes, Arcebispo de São Paulo.

Dom Cláudio, que inclusive ontem fez uma intervenção no Sínodo, ressaltou a importância do diálogo em vários níveis: no mundo, indispensável, pois é ele que constrói a paz; no campo religioso,apontou a necessidade de continuar o diálogo ecumênico e inter-religioso; na sociedade e também dentro da própria Igreja, sobretudo com os Padres e suas comunidades. Enfim afirmou que ser promotor do diálogo e da paz é um dever fundamental do Bispo, recordando assim o Papa Paulo VI que disse que o diálogo é o novo nome da caridade. Talvez hoje, salientou Dom Cláudio, é também o novo nome da esperança.

Em 36 anos, esta é a Assembléia mais numerosa com a participação de 247 bispos. Do Brasil estão presentes cinco bispos: Dom Jayme Chemello – Presidente da CNBB, Dom Luciano Mendes de Almeida – Arcebispo de Mariana-MG, Dom Geraldo Majella Agnelo – Cardeal Arcebispo de São Salvador-BA, Dom Claudio Hummes – Cardeal Arcebispo de São Paulo-SP, Dom Eusebio Oscar Scheid – Arcebispo do Rio de Janeiro-RJ e Dom Davi Picão – Bispo Emérito de Santos-SP. De Portugal estão presentes o Cardeal José da Cruz Policarpo – Patriarca de Lisboa; e Dom Jorge Ferreira da Costa Ortiga, Arcebispo de Braga.

Às 19h00 (horário de Roma) encerrou-se os trabalhos de hoje com a quinta reunião geral. Para amanhã, às 09h00 o dia começa com a sexta reunião geral e à tarde se realizará a sétima reunião geral.

Redação: Fabiana Azambuja/ Pe. Wagner Ferreira

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.