Assisti a Missa por você...

Um dia, muitos anos atrás, em uma pequena cidade de Luxemburgo, um Capitão dos Guardas Florestais, achava-se entretido em animada conversa com um açougueiro, quando uma mulher idosa entrou no açougue.

O açougueiro interrompeu a conversa para indagar da velha senhora o que ela desejava. A mulher explicou-lhe que havia ido até lá para conseguir um pequeno pedaço de carne, mas que não tinha dinheiro para pagar. O Capitão estava achando muito divertido o diálogo entre a mulher pobre e o açougueiro.

– Apenas um pedaço de carne. Mas quanto você vai pagar por ele?

– Desculpe-me, eu não tenho dinheiro, mas assistirei uma Missa por você, em sua intenção.

Ambos, o açougueiro e o capitão, eram bons homens, porém indiferentes ao que se referia à Religião. Então, Imediatamente, começaram a troçar da resposta da velhinha.

– Tudo bem, disse-lhe o açougueiro, você vai assistir à Missa por mim e depois eu lhe darei tanta carne quanto pesar a Missa, quanto ela, na realidade, vale.

A mulher saiu, assistiu à Missa e retornou. Quando o açougueiro a viu, disse-lhe:

– Ótimo, agora vamos ver.

Tomou um pedaço de papel e nele escreveu: ‘Eu assisti à missa por você’.

O açougueiro colocou o papel num dos pratos da balança e, no outro, um pedaço de osso pequeno e fino, mas o prato não desceu. Trocou, em seguida, o osso por um pedaço de carne, porém, o papel continuou pesando mais.

Os dois homens, confusos, começaram a ficar encabulados com a sua troça, mas continuaram a brincadeira. Um grande pedaço de carne foi então, colocado na balança, mas o papel continuava mais pesado. Exasperado, o açougueiro examinou a balança toda e verificou que ela estava em perfeita ordem.

– O que você quer, minha boa senhora?

– Precisarei dar-lhe uma perna inteira de carneiro?

Enquanto falava, colocou a perna de carneiro no prato, entretanto, o peso maior permaneceu no prato em que se encontrava o papel.
Outra grande porção de carne foi colocada na balança, mas, em muito o superou o papel do contra peso.
De tal forma ficou impressionado o açougueiro que se converteu naquele mesmo instante, prometendo, à velhinha pobre, que todos os dias lhe daria uma porção de carne, dali para frente.

No que diz respeito ao capitão, deixou o açougue, vivamente impressionado e, daquele dia em diante, passou a freqüentar diariamente a igreja para participar da Santa Missa. Dois de seus filhos ordenaram-se sacerdotes: um deles é jesuíta e o outro, padre do Sagrado Coração.

Pe. Stanislau – SS.CC.

Nota: Padre Stanislau termina o seu testemunho, declarando: ‘Eu sou o religioso do Sagrado Coração e o Capitão era meu pai’.

(Testemunho extraído da publicação: The children of Medjugorje)

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.