Amar sem medo de sofrer

Muitas pessoas passam pela nossa vida: umas por muito tempo, outras por pouco tempo; diante de um olhar, de um sorriso, de uma palavra, uma lágrima, uma conversa… É impossível não deixarem marcas.

Quando essas pessoas se vão, a sua ausência traz uma certa dor, um sofrimento, porque foram laços criados que não foram rompidos.

É um sofrer de amor, um sofrer porque amamos um dia e ainda amamos; sem importar-se com a dor, é levado em conta o quanto amamos – sem medo, sem fazer acepções –, simplesmente amamos!

Mesmo havendo a dor, é possível viver a alegria de ter amado. Antes a dor do amor, que a tranqüilidade da indiferença. Antes as lágrimas da saudade, que o sorriso daqueles que não experimentaram o amor.

Esta ausência é gloriosa, pois a dor que ela causa só experimentam aqueles que tiveram a ousadia de amar – a ousadia de Jesus, que amou até o fim, sem medo de sofrer.

Ana Luísa
Noviça – Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.