Dia do Médico

A medicina é um dom dado por Deus para aliviar as dores

Ser médico é utilizar o dom da cura para ajudar os que dela necessitam

Por Alessandra Borges

Ser médico é ter o dom de cuidar das pessoas e também promover a saúde de toda a população. O profissional de medicina precisa ter excelente conhecimento, comprometimento e muita responsabilidade, pois, todos os dias, lida com a vida de outras pessoas.

Além de todo o embasamento teórico que a profissão exige, é primordial que o médico tenha um relacionamento com os pacientes, ou seja, promova uma relação de confiança.

Para a médica e missionária da Comunidade Canção Nova, há 11 anos, Márcia Mayumi Fujisawa, da cidade de Campinas (SP), a medicina é muito mais do que apenas ouvir a queixa de dores do paciente, é também ouvir suas angústias e entender o que ele está sentindo.

A medicina é um dom dado por Deus para aliviar as dores

Foto: Arquivo CN

Márcia pode unir o dom da medicina e o desejo de ser missionária no mesmo espaço, pois, hoje, é médica em uma das obras sociais da Comunidade Canção Nova, o Posto Médico Padre Pio.

Conheça a história da médica Márcia Mayumi

cancaonova.com: A escolha da carreira profissional é algo bem difícil, e exige maturidade e conhecimento. Quando você fez a opção por medicina?

Márcia Mayumi: Escolhi medicina, porque tinha um grande desejo de ajudar os outros. Minha mãe conta que eu dizia isso desde muito nova, mas me lembro de que foi no 2º ano do Ensino Médio que decidi seguir essa profissão.

cancaonva.com: Quais experiências você viveu durante o período da faculdade e depois na residência?

Márcia Mayumi: Foi exigente, e tive de estudar muito! Mas, paralelo a isso, havia também a situação familiar, pois não consigo dizer de um sem falar do outro. Lembro também que meu pai precisava do meu cuidado, pois tinha crise de pressão alta. Passei algumas noites no pronto socorro com ele durante esse tempo.

Da residência, lembro-me de ficar muito no hospital, à beira do leito do paciente, para ouvir não só a dor física, mas também o que o angustiava.

cancaonva.com: O que levou você a escolher gastroenterologia como especialidade?

Márcia Mayumi: Escolhi gastroenterologia, porque me identifiquei com essa área. Na minha faculdade, eu era muito boa, e queria me aprofundar.

Leia mais:
.: Como cuidar da saúde durante o verão?
.: É possível envelhecer bem com saúde e felicidade
.: Dia de São Lucas – dia dos profissionais de medicina
.: Oração do médico

Dom e fé caminham juntas

cancaonva.com: Como você vê o dom dado por Deus para aquelas pessoas que decidem ser médicos, cuja missão é salvar vidas?

Márcia Mayumi: A medicina é para salvar vidas e também para aliviar o sofrimento. Poder ajudar alguém é uma graça, um dom dado por Deus. Para mim, é uma honra servi-Lo dessa forma.

cancaonva.com: Antes de entrar para a comunidade Canção Nova, você chegou a exercer sua profissão?

Márcia Mayumi: Depois que me formei, fiz especialização de quatro anos. Depois, fiz um ano de pós-graduação no Japão. Antes de entrar para a Comunidade Canção Nova, trabalhei por um ano em consultório (de convênio) e fazendo exames (endoscopia e colonoscopia) num hospital.

cancaonova.com: Como é ser missionária e médica em uma das obras sociais da Canção Nova, na qual você é consagrada?

Márcia Mayumi: Estar em uma das obras sociais da Canção Nova é poder atender um povo que vem buscar atendimento médico, mas que quer ser ouvido, acolhido, pois, muitas vezes, eles não têm outro local nem a quem recorrer. É gratificante atender aqueles que são os prediletos de Deus. Sou feliz.

cancaonova.com: Qual é a mensagem que você deixaria para os médicos neste dia dedicado aos profissionais da medicina?

Márcia Mayumi: Deixe que Deus atualize, em seu coração, a experiência do chamado a ser médico. Deixe que Ele fale ao seu coração por meio daquele que vem até você. Não perca a oportunidade de aliviar um sofrimento, pois o Senhor se alegra com isso.

Padroeiro da medicina

São Lucas, padroeiro da medicina, foi convertido pelo apóstolo São Paulo, tornando-se seu companheiro de missão. Logo, passou parte da sua vida curando as pessoas por onde andava.

Assim como São Lucas, que dedicou sua vida a cuidar do próximo com seu dom, assim os profissionais de medicina também devem agir, cuidando com zelo e amor dos enfermos.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.