Inverno, estou em retiro

Chegou o Inverno. O que essa estação do ano pode nos proporcionar?

“Quando o inverno chegar….”. Tenho certeza de que você lembrou da música, não é? Mas você já pensou no que irá fazer quando o inverno chegar?

O inverno sempre me remete, assim como diz o prefixo da palavra “IN”, para dentro; ele me lembra introspecção. No inverno, a não fazemos muita coisa ao ar livre. Nos programamos “para dentro”: dentro de casa, lugares fechados, comidinhas quentes gostosas ao redor da lareira ou do fogão a lenha na companhia de amigos. Queremos mais é ficar debaixo do cobertor, nos aquecendo e aconchegados. Até nos animais percebemos uma mudança durante a estação, pois várias espécies de animais, principalmente a dos pássaros, migram para outras regiões mais quentes. As plantas também costumam se fecharem um pouco porque não é tempo de florescimento, com raríssimas exceções.

Chegou o inverno. O que essa estação do ano pode nos proporcionar

Foto Ilustrativa: by Getty Images / Jevtic

E minha pergunta inicial tem uma pretensão, trata-se, na verdade, de uma proposta: desejo despertar em nós (sim, nós, pois me incluo nisso) algo que não está muito na moda hoje: o desejo pelo interior, pelas coisas de dentro. Já dizia o poeta, padre Fabio de Melo: “No meu interior tem Deus!”.

Aproveite o inverno para encontrar-se com o seu interior

Que possamos, neste inverno, mais do que desejarmos e até ansiarmos ir para a casa, ficar debaixo do cobertor, tomando uma bebida quente [desejo nem sempre possível, pela lógica e rotina da vida!], assim como os animais e plantas, aproveitarmos do tempo propício e voltarmos para dentro de nós mesmos, nos encontrarmos com a nossa essência, com nossa natureza, com os verdadeiros sonhos, com aquilo que tem de mais original em nós.

Alguns animais no inverno hibernam, comem e dormem, atendem às suas ânsias mais básicas. Nós não podemos passar o inverno inteiro assim, [sempre tem um “animal” ou outro que acha que pode ou que deveria], mas podemos saciar nossas ânsias mais básicas, voltando o nosso coração para o interior. Saciar a nossa fome daquilo que é eterno.

Com isso não estou incentivando um fechamento em si mesmo, não! O que poderia levar o homem a uma depressão, alguns estudos revelam que há um transtorno afetivo sazonal (TAS) ligado às estações, especialmente o Outono e o Inverno. “É um tipo de depressão que aparece no Outono e no Inverno, desaparecendo na Primavera e no Verão. Os pacientes sentem uma baixa de humor, fadiga, falta de interesse nas coisas e têm dificuldade de concentração e realização de trabalhos ou tarefas diárias. Eles também tendem a dormir e a comer (especialmente carboidratos). É mais comum em regiões e países do norte, onde o clima é frio, úmido e há menos luz solar, com dias de inverno muito mais curtos”.

Leia mais:
.: O inverno influencia na produtividade?
.: Dicas para comer bem no inverno sem aumentar o peso
.: Vida: da alegria do verão às tardes frias do inverno
.: As estações e seus segredos 

Aproxime-se de Deus

Porém, é exatamente o contrário disso que proponho. Acredito que Deus se “esconde” no coração do homem. Por isso, Ele coloca na terra do nosso coração essa semente disfarçada de “desejo”, “fome”, mas a escolha de colocar terra sobre ela e deixá-la morrer para, então, germinar e florescer é nossa. Completamente e livremente nossa! A semente sempre estará ali; esperando pela nossa atitude, porque Deus sempre respeitará a nossa liberdade.

Inverno é tempo de crescimento para dentro. Planta que não cresce para dentro, não é forte o suficiente. Então, essa é minha proposta para esse inverno.

Infelizmente, não tenho um modelo, uma receita de como fazer. Até porque cada um é único, e acredito mesmo que Deus quer revelar o caminho e percorrê-lo conosco.  Comecemos tendo uma boa conversa com Deus, neste caminho para dentro.

Na porta de casa vai a plaquinha: “Inverno, estou em retiro”.

Que Deus abençoe e aqueça este tempo em sua vida!

 


Carla Picolotto

Carla Picolotto, é natural de São José das Missões-Rio Grande do Sul membro da Canção Nova desde 2009. Passou pelas missões do Rio de Janeiro- RJ, Fortaleza- CE, além de Cachoeira Paulista-SP e Lavrinhas-SP atua hoje na missão de Queluz- SP na Equipe de Formação do Discipulado, que corresponde ao segundo ano do período de Averiguação de ingresso das novas vocações à Canção Nova.

comentários