Saúde

Os benefícios da amamentação para a mulher

Dentro da desafiadora experiência de ser mãe existe um capítulo importante: o período de amamentação

Além de ginecologista e obstetra, tenho a graça de ser mãe e pude viver as lutas e alegrias de amamentar meu filho até um ano e dois meses de vida. Sei como a amamentação pode se tornar difícil e dolorosa, e sei como os primeiros quinze dias podem ser um “filme de terror” recheado de fissuras, empedramentos, choros e dúvidas. No entanto, sou testemunha viva e ocular de que, após o duro aprendizado dos primeiros dias, amamentar é uma das melhores sensações da vida. Quero aproveitar esse momento para dar ânimo e incentivo àquelas que ainda passarão por isso mostrando os benefícios que a amamentação pode ter para a mãe.

Os beneficios da amamentacao para mulher - 1600x1200
Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

São bem conhecidos os benefícios do leite materno para o bebê; é o alimento mais completo que existe, cheio de anticorpos e nutrientes. Ele é tão especial que se adapta às circunstâncias do ambiente. Por exemplo: se estiver um dia quente, o leite será produzido com maior porcentagem de água, para aumentar a hidratação do bebê. Se estiver frio, o teor de gordura aumenta para garantir o aquecimento. Se mãe e bebê entrarem em contato com alguém doente, o corpo da mãe produz os anticorpos necessários e os passa por meio do leite. A produção é totalmente guiada pela necessidade, e a quantidade vai sendo regulada pelo hábito alimentar da criança.

Previne câncer de mama, câncer de ovário e doenças cardiovasculares

 

Também para a mãe amamentar está se revelando maravilhoso. Em relação à saúde física, alguns estudos comprovam que previne câncer de mama, câncer de ovário e doenças cardiovasculares. Amamentar diminui o sangramento pós-parto, prevenindo a mulher de anemia e a ajuda a emagrecer de maneira rápida (consome 800 kcal/dia). Além disso, auxilia no planejamento familiar, possibilitando espaçar as gravidezes para poder se dedicar ao recém-nascido.

Ajuda a prevenir depressão pós-parto

Vendo pelo lado emocional, conseguir amamentar e dar algo tão bom ao filho gera uma sensação de realização pessoal e ajuda a prevenir depressão pós-parto. O fortalecimento do vínculo mãe-bebê traz segurança emocional para ambos e desenvolve mais confiança na capacidade frente ao desafio da maternidade.

Amamentar também facilita o dia a dia, considerando que o leite materno é um alimento sem custos, prático e facilmente portátil (bem diferente dos leites industrializados). E também por ser mais facilmente digerido, por ter fatores de proteção ao intestino, o bebê tem menos cólica, melhor ritmo intestinal, menos irritação e, consequentemente, a mãe vive melhor.

Nesta vida corrida e agitada, a amamentação se revela um momento especial para formar vínculos afetivos, para dar valor ao que realmente é importante, conseguindo auxiliar na construção de um relacionamento de amor e intimidade entre mãe e filho.

Sei que é um desafio e que, às vezes, não é possível amamentar. Se com você foi assim, não se culpe por isso. A nossa maternidade é construída com o melhor que temos, dentro da nossa realidade. Se agirmos com amor, com certeza será mais que suficiente para que nossos filhos encontrem estabilidade para crescer. É o amor o alimento mais importante na criação de uma pessoa de verdade. É o amor que nos torna melhores e nos faz vencer os medos e limites para que o outro possa ser melhor. Deus nos ajude a nos tornarmos pais e mães que amam de verdade, permita que a maternidade nos construa novas pessoas, muito mais humanas, reais e cristãs.


Roberta Castro

Roberta Castro é Ginecologista e especialista em terapia familiar. Coordenadora do Ministério de Música e Artes da Renovação Carismática Católica no Estado do Espírito Santo.

Escritora pela editora Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.