Obras de Misericórdia

Como praticar a misericórdia para com o próximo?

Oração, palavra e ação são maneiras de praticar a misericórdia para com o próximo

A devoção à Divina Misericórdia respira com dois pulmões: o primeiro é o da confiança; o segundo, das Obras de Misericórdia.

Como praticar a misericórdia com o próximoFoto: Daniel Mafra/cancaonova.com

De fato, Jesus disse a Santa Faustina: “se, por teu intermédio, peço aos homens o culto à minha misericórdia, por tua vez deves ser a primeira a distinguir-te pela confiança na minha misericórdia.

Estou exigindo de ti atos de misericórdia, que devem decorrer do teu amor para comigo. Deves mostrar-te misericordiosa com os outros, sempre e em qualquer lugar. Tu não podes te omitir, desculpar-te ou justificar-te. Eu te indico três maneiras de praticar a misericórdia para com o próximo: a primeira é a ação; a segunda, a palavra; e a terceira a oração. Nesses três graus repousa a plenitude da misericórdia, pois constituem uma prova irrefutável do amor por mim. É desse modo que a alma glorifica e honra a minha misericórdia.

Essa imagem deve lembrar as exigências da minha misericórdia, porque mesmo a fé mais forte, de nada serve sem as obras (D. 742). Se a alma não praticar a misericórdia de um ou outro modo, não alcançará a minha no dia do juízo (D. 1317).

Como podemos praticar as obras de Misericórdia? A Igreja nos indica catorze formas pelas quais podemos praticar obras de misericórdia, dividindo-as em corporais e espirituais.

Corporais:

1. Dar de comer a quem tem fome;
2. Dar de beber a quem tem sede;
3. Vestir os nus;
4. Visitar os presos;
5. Visitar os doentes;
6. Enterrar os mortos;
7. Acolher os peregrinos.

Leias mais:
:: A misericórdia de Deus é infinita
:: O sentido da Festa da Divina Misericórdia
:: Maria, a Mãe da Misericórdia

Espirituais:

1. Dar um conselho;
2. Suportar com paciência as fraquezas do próximo;
3. Perdoar quem nos ofendeu;
4. Rezar pelos vivos e pelos mortos;
5. Ensinar os ignorantes;
6. Consolar os aflitos;
7. Corrigir os que erram.

Deves mostrar-te misericordiosa com os outros sempre e em qualquer lugar.

Padre Antônio de Aguiar Pereira, SAC
Palotino da Paróquia da Divina Misericórdia RJ
pe_toninho@hotmail.com

Veja também:


Padre Flávio Sobreiro

Bacharel em Filosofia pela PUCCAMP e Teólogo pela Faculdade Católica de Pouso Alegre (MG), padre Flávio Sobreiro é vigário paroquial da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Santa Rita do Sapucaí (MG), e padre da Arquidiocese de Pouso Alegre (MG). É autor do livro “Amor Sem Fronteiras” pela Editora Canção Nova. Para saber mais sobre o sacerdote e acompanhar outras reflexões, acesse: facebook.com/peflaviosobreiro

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.