Silêncio

Quando o homem se cala, Deus fala

Deus prefere mostrar-se na suavidade da brisa a mostrar-se no estardalhaço do trovão

Estamos em um mundo marcado por muitos avanços científicos e tecnológicos, e ser humano tem ficado esquecido. As pessoas nunca têm tempo; mesmo os que não têm grandes responsabilidades sobre suas costas estão sempre entretidos com alguma coisa, todo mundo corre, quase ninguém para, e as pessoas já não sabem mais ouvir Deus.


Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com 

Escutar Deus

Com a imprensa, o rádio, a televisão e a internet, a quantidade de informações descarregadas sobre cada um de nós é alucinante; em toda parte, há muito barulho, todo mundo fala, e o ouvido vai ficar calejado. Fala-se muito de coisas que nos cercam e muito pouco do que está dentro do nosso coração. A verdade é que “desaprendemos” a arte de escutar. Se não conseguimos dar ouvidos à pessoa que está perto de nós, a quem vemos e tocamos, como poderemos escutar Deus, cuja voz não impressiona os tímpanos?

Se um homem deixa o barulho e a agitação do mundo para procurar, no silêncio, o seu descanso, Deus se manifesta para ele. O Senhor prefere mostrar-se na suavidade da brisa a mostrar-se no estardalhaço do trovão.

Leia mais:
:: A importância do silêncio para a vida de oração
:: Oração a Nossa Senhora do Silêncio
:: Nossa oração muda a vontade de Deus?
:: Como devo reagir à oração não respondida?

O silêncio na oração

Na oração, Deus fala, escuta, Ele tem o que dizer a nós. Ele é o Absoluto, e, quando se manifesta, a melhor oração que podemos fazer é nos calar. Quando o homem cala, Deus fala.

Assim, em nossa oração, devemos fazer tudo o que está ao nosso alcance, para nos colocarmos na presença de Deus, que já estava ali à nossa espera. Quando percebemos que nos aproximamos do Senhor e estamos diante d’Ele, devemos calar, porque as palavras já não são necessárias; então, podemos contemplar e ser contemplados.

Não temos ideia do quanto Deus nos cura e liberta, neste momento de silêncio, quando só o amor transita.

Exemplo de Nossa Senhora

Ninguém mais que Nossa Senhora ouviu Deus, porque ninguém tanto quanto Ela se calou. Muitos acham que a Virgem Maria não é importante, pois as Sagradas Escrituras mostram que Ela quase não se pronunciou. Não percebem que é justamente aí que reside a importância dela. Quando ninguém deu lugar a seu Filho para nascer, Ela se calou; entre os doutores e diante da cruz, Ela também se calou. Ela sabia que a vitória que temos sobre o sofrimento está no silêncio.

Quem se cala ante o sofrimento, guarda-se só para Deus o perfume desse sacrifício; quem fala, dissipa-o. Nossa Senhora falou pouco, mas, quando abriu a boca, a criação estremeceu.

Que o Espírito Santo nos coloque no coração o desejo de guardar o silêncio sagrado, o mesmo que Maria honrou e guardou, tornando-se a mestra, a educadora de todos os que, de longe, perceberam a profundidade desse mistério, e agora anseiam por penetrá-lo!

Dê-nos, ó Senhor, um anjo para nos guardar nesse bom propósito.

Artigo extraído do livro: ‘Quando só Deus é a resposta’


Márcio Mendes

Nascido em Brasília, em 1974, Márcio Mendes é casado e pai de dois filhos. Ex-cadete da Academia da Força Área Brasileira, Mendes é missionário da Comunidade Canção Nova, desde 1994, onde atua em áreas ligadas à comunicação. Teólogo, é autor de vários livros, dentre eles ’30 minutos para mudar o seu dia’, um poderoso instrumento de Deus na vida de centenas de milhares de pessoas.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.