Tome posse de sua herança

Em termos jurídicos, todos nós temos direito sobre a herança de nossos pais, desde que eles façam um inventário de seus bens – ricos e pobres, negros e brancos, homem e mulher. Alguns recebem casas ou fazendas por herança, outros um relógio ou um “barraco” numa periferia e, na situação atual, se recebe até mesmo dívida por herança.

Porém, a herança que quero apresentar a você hoje, é espiritual, conquistada para cada um de nós por Jesus Cristo, que passou pela Paixão e morte para conquistá-la. Essa conquista deu a nós uma grande libertação, pois passamos da escravidão (cf. Gal 4,3-8) para a liberdade de filhos, ou seja, herdeiros da graça e da bênção de Deus.

Todos somos herdeiros, todos somos filhos, eu disse todos: os maus e os bons – “deste modo sereis filhos de vosso Pai do Céu, pois Ele faz nascer o sol tanto sobre os maus como sobre os bons e faz chover sobre os justos e os injustos” (Mat 5,45) – portanto, todos têm direito à herança, não são só os “santinhos”, aqueles que vivem na retidão – a Palavra de Deus é muito clara, sobre os maus e os bons – todos são herdeiros dessa herança, basta apenas tomar posse, afinal Jesus disse que as prostitutas nos precederiam no Reino dos Céus.

Todos somos portadores dessa herança, dessa graça, dessa bênção de Deus! Em que consiste essa herança conquistada por Cristo para a humanidade inteira? É a graça (cf. I Pd 3,7), é a salvação (cf. Hb 1,14), é o Reino de Deus (cf. Mt 25,24), é a vida eterna (cf. Tt 3,7).

Jesus já conquistou e já lhe deu essa herança. Eu lhe pergunto e me pergunto: já tomamos posse dela ou ainda estamos pensando que conquistaremos a santidade, o Céu, por nossas próprias forças?

É hora de tomarmos posse dessa herança que Jesus conquistou para nós, essa herança que, segundo o conceito Bíblico é a posse de um bem espiritual estável, permanente e incondicional, que ninguém pode nos tomá-la, só nós mesmos podemos dizer não à conquista de Jesus e, isso consiste numa opção fundamental pelo mal, pelo pecado, rejeitando todo amor de Deus, revelado e conquistado na Paixão e morte do Filho de Deus na Cruz.

A fé é o meio de tomarmos posse dessa herança, que para nós foi conquistada. Somos vitoriosos e não derrotados. Você é um vitorioso, eu sou um vitorioso em Jesus! Tome posse dessa vitória conquistada por Cristo, pela fé e dê o passo de se apoderar da conquista, da herança, da bênção de Deus.

Irmãos, já chega de vivermos como derrotados, na negatividade, na prostração, nas palavras de negatividade e maldição, essa conquista rompeu com toda escravidão e maldição, pois “Ele levou sobre si as nossas dores, as nossos enfermidades, os nossos castigos” (cf. Is 53,4), por isso, agora é o tempo favorável para você e eu tomarmos posse dessa herança e viver sobre a bênção, sobre a graça de Deus, renunciando todas as maldições e palavras de negatividade, assegurando pela fé a herança de Jesus Cristo, que custou o preço de Seu sangue.

Proclame a vitória de Deus sobre a sua vida, sobre a sua família, sobre os seu trabalho, sobre os seus relacionamentos, sobre as suas finanças, sobre tudo o que você é e o que você tem. É hora de romper com o apego ao passado, aos pecados que já foram vencidos na cruz, é vida nova, é viver na bênção, essa é a proposta de Deus para nós. Assumamos a Paixão e morte de Jesus como fonte de libertação e cura. “Óh feliz culpa de Adão, que mereceu tão grande salvador”.

Preciso lhe dizer uma coisa muito séria e importante – somos regidos por uma lei espiritual: “Deus dá e eu tomo posse” – e diante dessa lei espiritual eu lhe pergunto: o que você está esperando para tomar posse da herança que para você foi conquistada? O que você está esperando para tomar posse da graça e da bênção?

Jesus já fez a parte dEle, a você cabe apenas tomar posse e viver a alegria de filho de Deus. A Jesus que pela Paixão e morte, mudou nossa sorte: toda honra, toda adoração, toda glória, todo o louvor, pelos séculos dos séculos. Amém. Em silêncio prostramo-nos em silêncio, e adoramos tão grandioso e sublime mistério.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.