entenda

O conhecimento é a chave para uma sociedade sem preconceito

O que significa a palavra preconceito?

Preconceito é  uma palavra tão usada, mas, muitas vezes, não no seu real significado. Afinal, o que é preconceito? É uma palavra com derivação, “pré”, que significa antes, anterior; e “conceito”, que significa opinião, concepção e julgamento. Então, preconceito significa ter uma opinião ou conceito formado de alguma coisa ou alguém sem o conhecimento prévio ou de forma precipitada, sem o devido conhecimento, sem ponderação.

Neste mundo globalizado, rico em informações e opiniões, estamos tendo acesso ao conhecimento real das coisas ou estamos vivendo a partir da “informação”, opinião do outro? Em uma sociedade, onde o conhecimento está sendo “roubado”, corremos o risco de ser preconceituosos, constantemente – partindo do princípio da origem da palavra, “pré e conceito” –, pois o preconceito promove uma visão limitante das coisas e das pessoas.

-O-conhecimento-é-a-chave-para-uma-sociedade-sem-preconceito-

Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Viver segundo a opinião, sem embasamento nem conhecimento real, torna-nos superficiais e preconceituosos. O grande segredo do mundo, hoje, é buscar profundidade e verdade. Uma vez que a verdade está sendo suprimida do dia a dia, exige-se um esforço pela busca do conhecimento, que deve partir da pessoa que assim o deseja. Se eu desejo saber mais sobre um determinado assunto ou pessoa, preciso conhecê-los. No entanto, as informações precisam ter história, veracidade, fonte segura e coerência.

Como deixar o preconceito de lado?

Muitas pessoas falam mal da Igreja Católica, tornam-se preconceituosos quanto ao que ela diz; no entanto, em sua maioria, não conhecem a Igreja, não sabem como ela realmente é. Desenvolvem um discurso a partir de percepções e não do conhecimento real, profundo e histórico. O mesmo acontece com psiquiatras e psicólogos. Quanto preconceito existe nessas profissões por serem rotuladas como tratamento para loucos! Porém, quando se conhece, realmente, o trabalho e seu objetivo, o preconceito é derrubado.

É preciso ficar atendo para não alimentar falas preconceituosas em casa e na sociedade. O conhecimento precisa ser oferecido às crianças e à sociedade. Mas um conhecimento que seja real, não uma ideia! Ideia é ideia, e não tem fundamento! Significa possuir uma representação mental de alguma coisa, ter uma noção aproximada. No entanto, cabe a cada um escolher se quer viver a partir de uma ideia ou do conheciment, pois um é flutuante, o outro é sólido.

Leia mais:
::As teimosias são construtivas ou prejudiciais para a sociedade?
::Todos temos a autoridade de realizar obras de misericórdia
::Conheça os cinco principais mitos que permeiam a questão do suicídio
::Responsabilidade social: entenda o poder de suas escolhas

Quando a pessoa tem conhecimento e valores bem estabelecidos, é capaz de estar em qualquer lugar e discutir qualquer assunto sem perder a identidade. No entanto, quando não tem conhecimento, corre o risco de não ter uma identidade, e, assim, acreditar em coisas e defender causas que, provavelmente, não seriam suas, por pura e simples ausência do conhecimento. Um grande exemplo dessa vivência é Papa Francisco. Ele está em vários lugares, discutindo diversas situações, sem perder sua centralidade, pois se fundamenta em algo sólido.


Aline Rodrigues

Aline Rodrigues é missionária da Comunidade Canção Nova, no modo segundo elo. É psicóloga desde 2005, com especializações na área clínica e empresarial. Possui experiência profissional tanto em atendimento clínico, quanto empresarial e docência.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.