Faça a diferença

Jovem: como ser a diferença na sociedade com valores cristãos?

Os jovens têm exercido um papel cada vez mais importante e impactante na sociedade moderna. Os profissionais conhecidos pela excelência no trabalho, os líderes das grandes corporações, os proprietários de empresas, professores, influenciadores de opinião, todos eles, estão surgindo e se consolidando como agentes sociais cada vez mais jovens. A causa desse efeito é a formação de caráter e determinação de objetivos cada vez mais cedo nas histórias de vida. Essa disponibilidade da juventude requer a coragem de um anúncio claro: a formação de jovens cristãos com familiaridade com a Sagrada Escritura, que será para eles como uma bússola que indica a estrada a seguir.

Guiado pelo amor e pela justiça que o Cristo anunciou, o jovem cristão tem o poder de inserir esses valores na sociedade a que pertence. Não só pela prática da doutrina e dos ritos católicos, mas pelo próprio modo de agir, pelas decisões de vida e pela caridade com o próximo. Mais do que “antenado” e “conectado”, o que, verdadeiramente, impressiona é um jovem sábio sobre as coisas da vida. Aos doze anos, Jesus estava no Templo junto aos doutores da Lei, todos os que o ouviam “ficavam maravilhados com sua inteligência e suas respostas” (Lc 2, 47). Já a sabedoria dos mais velhos permite que eles perdoem e se compadeçam do jovem que toma decisões erradas: é comum pela falta de experiência e perspectiva quanto à importância de cada coisa. E por esse mesmo motivo, as sábias decisões dos jovens impressionam e cativam.

Jovem-como-ser-a-diferença-na-sociedade-com-princípios-e-valores-cristãos

Foto Ilustrativa: Wesley Almeida/cancaonova.com

Os jovens já são membros ativos da Igreja e representam o seu futuro. Na idade da juventude, surgem, de modo incontrolável e sincero, as dúvidas sobre o sentido da própria vida e sobre o propósito que se deve dar à própria existência. A essas questões, só Deus sabe dar verdadeira resposta. Por isso é comum o jovem se identificar com uma abertura espontânea à escuta da Palavra de Deus e um desejo sincero de conhecer Jesus. Assim, é nos jovens, não exclusivamente, mas com certa prioridade, que se deve depositar a esperança de uma sociedade justa e fraterna. Você jovem, não permita que essa abertura à fé se feche e que seu coração se endureça pelo egoísmo mundano. Mantenha-se firme na fé e, logo, produzirá bons frutos por conselhos, ações e exemplos.

Jovem, mude a sociedade a sua volta

E se a atual sociedade aparenta ser cada vez mais egoísta e supérflua, chega o momento de o jovem difundir, em seu meio, os verdadeiros valores e princípios cristãos. No Evangelho de São Mateus, Cristo pergunta a Seus amigos: “Quem dizem as pessoas ser o Filho do Homem?” (Mt 16,13). Esse questionamento revela a importância de conhecer o mundo que se vive, mas a resposta que realmente importa é aquela dada à pergunta feita em seguida: “E vós, quem dizeis que eu sou?” (Mt 16,15). Jovem, não se deixe levar pelas ilusões mundanas, pelos prazeres imediatos e pelas ações egoístas e vazias de propósitos. É preciso ser luz na escuridão e, pouco a pouco, todos juntos poderemos iluminar o mundo inteiro.

Leia mais:
.: Eduque seus filhos com valores cristãos
.: A leitura da Bíblia transforma radicalmente a vida de um jovem
.: Jovem, o seu sim pode mudar tudo!
.: Jovem, quem é você?

Não se pode esperar que todo bom cidadão seja católico, mas é preciso trabalhar para que todo católico seja um bom cidadão. O jovem, assumindo um papel significativo na sociedade em sua volta, não pode mais falar de Jesus repetindo o que outros disseram, é preciso dizer o que pensa, já não basta recitar uma opinião, é preciso dar testemunho, sentir-se comprometido pelo testemunho dado e, depois, cumprir as exigências desse compromisso. Que você, jovem, possa dar os bons frutos que influenciarão o amor e a caridade no seu meio, como verdadeira testemunha de Jesus Cristo. Que assim seja.

REFERÊNCIAS:

BÍBLIA SAGRADA. Tradução da CNBB, 18 ed. Editora Canção Nova.

BENTO XVI. Exortação Apostólica Pós-Sinodal Verbum Domini. Roma, 30 set. 2010.

JOÃO PAULO II. Homilia aos jovens de Belo Horizonte. Belo Horizonte, 1 jul. 1980


Luis Gustavo Conde

Advogado com atuação na área de Direito de Família e Direito Bancário. Tecnólogo em Gestão Empresarial. Professor de cursos técnicos-profissionalizantes. Catequista atuante na evangelização de jovens e adultos. Palestrante focado na doutrina cristã. Contato: lg.conde@icloud.com Twitter: @luisguconde

 

 

comentários