Mês da Bíblia

A leitura da Bíblia transforma radicalmente a vida de um jovem

A Igreja dedica o mês de setembro à Bíblia e incentiva os cristãos a se voltarem para a leitura da Palavra de Deus. Como, no entanto, podemos iniciar um estudo bíblico diário?

O fundador da Comunidade Canção Nova, monsenhor Jonas Abib, escreveu o livro “A Bíblia no meu dia a dia”, no qual apresenta um método de como realizar essa tarefa todos os dias.

O jovem Pedro Henrique Miranda Gonçalves, 23 anos, despertou o seu interesse pela leitura da Bíblia após perceber que já havia lido outros livros, mas nenhum que contasse a história de sua fé.

Pedro testemunha que a leitura da Bíblia o transformou e o fez encontrar o caminho certo

“Eu me dei conta de que nunca havia lido os livros de onde se baseia a minha fé. Achei um absurdo que um cristão nunca tivesse lido a Bíblia, por isso, senti-me no dever. Faço esse estudo por meio do livro “A Bíblia no meu dia a dia” do monsenhor Jonas Abib. Lá, ele me diz como e por onde começar, auxilia a entender, memorizar e a conciliar o aprendizado com minha vida cotidiana”, contou o jovem.

Estudo diário

Pedro, ao ser questionado sobre como é ser um jovem que se esforça para fazer o seu estudo diário da Bíblia e o adapta à sua rotina, diz que está indo na direção certa, ou seja, que encontrou uma forma de conhecer Jesus um pouco mais de perto.

“Sinto que estou indo na direção certa. É como se você estivesse viajando, e o que mais quer é chegar no destino, mas, no meio do caminho, perde o sinal do GPS. Você não sabe se está indo pela direção certa ou errada, e isso causa diversas sensações ruins por estar perdido. O estudo bíblico é para mim como que o sinal do GPS restabelecido, dando-me as direções do caminho exato e gerando em mim segurança. Cabe a mim seguir a rota”, reforça Pedro.

Mudanças pessoais e espirituais

A leitura orante da Palavra de Deus pode aproximar as pessoas de Jesus e as ajudar a conhecê-Lo de uma forma mais profunda, por meio dos seus ensinamentos e exemplos de vida. Assim aconteceu com Pedro, que notou mudanças intensas na sua vida espiritual e pessoal.

“Não penso em outra mudança maior do que acordar animado a viver e lutar por um real motivo que eu descobri. A cada dia, crio mais paixão pela vida, e isso é demais! O domínio próprio também tem feito muita diferença. Era levado por meus prazeres e paixões como cigarro, drogas, imoralidade sexual e tudo o que o mundo mais tem por liberdade. Eu tinha malandragem, era descolado e bon vivant. Isso era o que mais me aprisionava e alimentava em mim um vazio sem tamanho, mas eu não percebia; aliás, pensava que me realizava, que me faria feliz.

Pobre coitado eu era! Não conseguia perseverar em meus compromissos – academia, alimentação e estudos –, além de fazer tudo pela metade, não levar nada a sério, nem a mim nem as pessoas que eu mais amava. Era infeliz e só tinha prazeres, mas carregava um vazio tremendo em minha alma. Com o estudo bíblico, pude conhecer Deus, saber quem Ele é, Sua essência, personalidade e Seus valores. Fui desvendado de toda mentira da felicidade mundana e aceitei para mim essa verdade que é Deus. Hoje, reconstruo meu caráter”, testemunhou Pedro.

Leia mais:
.: As etapas para o entendimento bíblico
.: O que é Palavra?
.: Vamos fazer juntos o diário espiritual?
.: Qual é o verdadeiro o propósito da Bíblia para os cristãos?

Experimente ler a Bíblia

Assim como Pedro, faça também a experiência de ler a Bíblia, mas faça isso no seu tempo, e não tenha medo de se aproximar de Jesus, pois, se quiser conselhos verdadeiros de como se tornar uma pessoa melhor, a Bíblia é a melhor indicação.

“Qualquer pessoa com algum senso de bondade entende que esta tem como princípio o amor. E não vejo outra palavra mais pregada na Bíblia do que amor”, afirma.

Por Alessandra Borges

comentários