Assista ao vídeo

Dia da Ressaca: você sabia que existe essa data?

É assim que você deseja viver todos os dias, de ressaca em ressaca?

A ressaca da bebida passa, mas a ressaca moral permanece por um tempo, e fica martelando a nossa consciência; enfim, é desconfortável. O uso exagerado da bebida alcoólica fez parte da minha vida por diversos anos, e, por várias vezes, a ressaca foi uma realidade.

A ressaca do mar sempre me chamou à atenção, o movimento forte e agitado das ondas batendo nas rochas me levava a pensar na ressaca que diversas vezes vivi, resultante da bebida alcoólica que consumi. A ressaca, além do mal estar causado pelo excesso da cachaça, outra sensação ruim é difícil administrar: a ressaca moral. Quantas e quantas vezes, eu não me lembrava de nada da noite anterior. Em resumo, é uma experiência desagradável.

Leia mais:
.: Beber para quê?
.: Pare e pense: carnaval é algo real ou mera fantasia?
.: Carnaval sem traumas
.: Alcoolismo em família: quais as marcar emocionais para seus filhos?

Ressaca

O dia seguinte é terrível, afinal, foi uma noite mal dormida, pois a cabeça ficou girando e não conseguimos ficar na cama, então, levantamos para ir ao banheiro e ficamos debaixo do chuveiro. Assim, vamos fazendo de tudo para melhorar. Enfim, dentro desse quadro desagradável, a gente entende que a ressaca é uma mistura de duas realidades: a ressaca da bebida que gera o mal estar (dor de cabeça, boca seca e vômito) + a ressaca moral que gera o sentimento de culpa que fica batendo no nosso interior.

O momento diante do espelho pode ser transformador, pode ser um convite à mudança de vida. Sim, a ressaca moral precisa nos acordar e se tornar um momento de decisão, um momento de conversão, de vida nova!

Cleto Coelho
Missionário da Comunidade Canção Nova

 

 

comentários