Planejamento

Devemos ter coragem de sair da zona de conforto e progredir

Não fique no plano das promessas! Tenha coragem de progredir

Entra ano e sai ano, as promessas se tornam grandes e, muitas vezes, irreais. Projetos são idealizados e não concretizados. A frustração e o desânimo tornam-se companheiros cada vez mais frequentes. Que tal iniciar o ano de forma diferente? O que você deseja fazer neste ano que não teve coragem de fazer no ano que se acaba? Pense em algo.

Agora, pense no que você precisa fazer para que esse projeto se realize, e não fique apenas no papel. Pensou? Aqui é preciso gastar neurônios. Trace um caminho real e não imaginário do que você precisa fazer para alcançar seu objetivo. Por exemplo: trocar de carro, e para trocar de carro é preciso saber o valor do seu atual e o valor do carro que deseja comprar. Depois de saber o valor da diferença, é necessário saber onde poupar.

Devemos ter coragem de sair da zona de conforto e progredir

Foto Ilustrativa: Andréia Britta/cancaonova.com

Onde você poderia diminuir suas despesas? Nos gastos com refeição e saídas noturnas aos fins de semana? Com aquele lanche que compra, todos os dias, quando sai do trabalho, ao passar naquela padaria maravilhosa? Na conta do celular? Seja real, verdadeiro e prático. Desse valor que poderá ser poupado, onde será bem aplicado para a troca do carro? Talvez um consórcio. Tudo isso poderá ser realizado ao longo do ano de 2019, até que a troca seja feita. Ótimo! Já temos um planejamento anual. No entanto, existe um erro nisso tudo. Afinal de contas, muitos brasileiros já fazem isso e, todo o planejamento não sai do papel. E ao chegar ao fim do ano, permanece com o mesmo carro, frustrado e sem dinheiro.

O segredo está no hoje!

Todo esse planejamento está projetado para um futuro que pode chegar ou não. O problema do futuro é que nós não o vivemos; e quando o vivemos, corremos o grande risco de desenvolver um transtorno de ansiedade. Então, o que desse planejamento eu podemos realizar hoje? Se desejamos vender, precisamos anunciar a venda. Tirar foto do carro, anunciar na internet, colocar uma placa de “vende-se”! Tudo isso podemos fazer agora! Ficar apenas no projeto não impulsionará ninguém a chegar a lugar algum. É preciso saber onde queremos chegar, como chegar e, acima de tudo, dar a partida, sair do lugar, dar o primeiro passo. A sua mente só saberá que você quer chegar a algum lugar quando já estiver no caminho.

Vamos pensar naquela pessoa que deseja muito, ao fim do próximo ano, participar da corrida de São Silvestre ou de alguma meia maratona que acontece nas grandes capitais. Se ela desejar e planejar tudo o que precisa fazer, como mudar a alimentação, dedicar um tempo do seu dia para fortalecer a musculatura na academia e ir para a rua correr, se essa pessoa planejar, mas não iniciar esse processo, então, chegará ao fim do ano e ela não terá condições físicas para participar da corrida. Tudo ficará apenas no desejo e no pensamento.

Leia mais:
::Quantas vezes você já contou até 10 no seu relacionamento familiar?
::Não tenha medo de mudar os rumos da sua vida
::Como encontrar um tempo para o descanso digital?
::Criatividade: habilidade natural ou fruto do esforço?

Planeje e execute

Por isso, não adianta planejar nem executar. E o executar precisa ser agora, no calor da motivação, da criatividade!

Outro ponto determinante é sobreviver no percurso da execução do projeto. Sair da zona de conforto é desgastante, instável e inseguro. Por esses motivos, muitas vezes, desistimos no meio do caminho, pois o meio do caminho é este lugar em transição, que não é mais de onde eu estava, mas também não é onde eu desejo chegar. Essa transição gera a angústia da instabilidade, do não saber se vai dar certo, “se eu vou conseguir”.

No entanto, se eu ficar preso à emoção da angústia e insegurança, provavelmente ficarei vulnerável às situações externas e assim desistirei. Se seu projeto é bom, real, possível de se realizar, não fique preso às emoções próprias da fase de transição. Tenha coragem de dar o primeiro passo, de sair do ponto de partida e perseverar na transição.

Não deixe para ir à academia amanhã, fazer dieta na segunda, poupar dinheiro no próximo mês, amar seus filhos, pais, amigos e esposo (a) amanhã. Viva o hoje! É isso que você tem: o hoje. É preciso sonhar e planejar o amanhã, mas se não colocar em prática, hoje, tudo ficará sempre no amanhã. Inicie seu projeto e persevere!


Aline Rodrigues

Aline Rodrigues é missionária da Comunidade Canção Nova, no modo segundo elo. É psicóloga desde 2005, com especializações na área clínica e empresarial e pós-graduada em Terapia Cognitiva Comportamental. Possui experiência profissional tanto em atendimento clínico, quanto empresarial e docência.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.