Programe-se

Como organizar financeiramente momentos de lazer durante o ano?

Quatro dicas para programar financeiramente os passeios em família

Ter um tempo para passear, para esquecer um pouco a correria do dia a dia é muito bom. Não somente bom, mas necessário, tanto para a nossa saúde física quanto para a dimensão psíquica. Viajar em família, então, proporciona estreitarmos os laços afetivos. No entanto, não basta apenas decidir e pronto! Tudo tem um custo financeiro e, muitas vezes, a família pode deixar de curtir momentos de feriados ou férias quando o orçamento é apertado ou quando direcionam seus recursos para adquirir um bem necessário.

Não tem outro jeito, seja para poupar ou quitar dívidas, toda a família acaba se envolvendo de uma forma ou outra, privando-se de algum lazer. Isso é bom e importante, mas só durante um tempo e em acordo entre si. Depois, não prive sua família dos momentos de descontração e lazer.

Como organizar financeiramente momentos de lazer durante o anoFoto: Daniel Mafra/cancaonova.com

O que fazer se o dinheiro é curto?

Se a atual situação exige que toda a renda seja destinada a um objetivo prioritário, quem sabe a opção seja fazer atividades com sua família na sua cidade mesmo, caminhada, piquenique etc.

Em boa parte dos casos, mesmo com as contas que temos no dia a dia, talvez um simples ajuste no orçamento familiar já torne possível reservar um capital para programar os passeios com a família. Para isso, aqui vão quatro dicas de como programar financeiramente os passeios:

Planejar com antecedência

Para levantar os custos, é preciso ter antes um plano, um roteiro, para fazer pesquisas de preços e estimativas dos gastos.

Aproveitando que estamos no começo do ano, podemos já olhar no calendário as datas disponíveis e os feriados, programar as férias e, a partir disso, o destino que quer ir.

Comece traçando o itinerário para o destino escolhido, qual meio de transporte será utilizado e os deslocamentos que fará entre uma atividade e outra.

Pesquise também as opções de lazer próximas do seu destino principal. Por exemplo: se o local escolhido for de uma cidade de praia, veja se não há um shopping, um parque e locais que servem comidas típicas por perto. Não se esqueça dos documentos necessários, como o passaporte.

Calcule os gastos

Agora, calcule os gastos de todas as opções. Você pode fazer uma planilha para visualizar melhor.

Há os gastos fixos, como diária de hotel e aluguel carro.

Os custos variáveis, como alimentação, combustível e táxi.

Leia mais:
.: Diálogo financeiro e a organização do orçamento familiar em planilha
.: A crise econômica pode afetar minha família?
.: Estabelecer o equilíbrio financeiro
.: Diálogo financeiro e a organização do orçamento familiar em planilha

Os valores com situações eventuais é o caso das compras. Monte uma lista do que deseja comprar e do quanto pretende gastar com cada item. Não exceda nas compras para não estourar seu orçamento e ter um ‘problemão’ depois.

Procure saber onde se cobra entrada, estacionamento etc. Também há os custos dos documentos. Considere também as altas temporadas, em que geralmente tudo sai mais caro.

Com crianças, talvez precise de mais dinheiro. Com os pequenos, se vocês viajarem de carro, por exemplo, pode ser que a viagem tenha mais paradas; daí, mais dinheiro para pernoites no meio do trajeto ou mais lanchinhos no caminho.

Faça periodicamente a reserva do capital (essa é a dica de ouro)

Tendo uma noção bem próxima do quanto vai custar, trace uma meta do quanto pode guardar por mês para chegar na data prevista ou um pouco antes já tendo o valor satisfatório.

Passagens aéreas têm preço menor quando compradas com antecedência.

Se preferir, procure as agências de viagem e feche um pacote, pagando mensalmente, mas, de preferência, vários meses antes. Mesmo que venha a pagar após a viagem, programe isso desde já.

Conte com os imprevistos

Tenha uma reserva ainda para possíveis imprevistos como contratempos na saúde, avarias no carro etc. Mantenha o seguro e a revisão mecânica do carro em dia, também o convênio médico. Enfim, tenha com quem contar se você precisar de socorro.

Com essas dicas, espero que você e sua família consigam ter momentos agradáveis durante o ano. Não percam a oportunidade de estar junto e fazer desses momentos verdadeiros oásis de amor, ternura e amizade, em meio aos desafios que temos quase todo o tempo.

Investir no lazer da família também é investir no afeto.

Deus abençoe!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.