COMPORTAMENTO

O que o psicólogo não fará por mim

É fundamental entender o que o psicólogo não fará por mim para o sucesso da terapia

Muitas pessoas que chegam ao consultório de psicologia desejam que todas as suas angústias e problemas se desfaçam como um passe de mágica!

O que o psicólogo não fará por mim - 1600x1200Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Uma boa adesão ao tratamento é identificar-se com a abordagem utilizada pelo psicólogo, pois ajuda muito para que o processo terapêutico seja eficaz, como já dito no artigo anterior.

No entanto, há coisas que nem o melhor psicólogo do mundo poderá fazer para ajudar seu cliente:

Quando a terapia é com criança, os pais também precisam ser acompanhados. Afinal, a criança se encontra como o psicólogo apenas uma vez por semana, mas convive com sua família de domingo a domingo. É preciso que os pais e o psicólogo falem a mesma língua, sejam coerentes. Muitas vezes, os pais são potencializadores do sofrimento emocional dos filhos, por não saberem o que eles estão vivendo, por estarem em sofrimento psíquico ou até mesmo por estar vivendo uma reprodução do seu comportamento. Trabalhar a extensão da terapia em casa é algo que o psicólogo não poderá fazer. Aqui se trata de uma ajuda mútua.

Por falar em adultos, aderir ao tratamento efetivamente e corresponder às orientações do profissional é algo muito importante, que depende exclusivamente do sujeito que está no processo terapêutico. Há pessoas que iniciam muito bem o processo terapêutico, enfrentam bem determinadas situações de sua vida, mas quando se deparam com algo que lhes parece “insuportável”, paralisam! Nesse momento, o psicólogo pode vir a fazer intervenções duras, e você se dará conta de coisas que não gostaria de ter consciência e/ou entendimento. Aqui, você entende perfeitamente que o psicólogo não é um amigo, mas um profissional que, mesmo diante da sua dor, não desiste de você e insiste por você. Mas se você não reconhecer e se esforçar para sair desse lugar de dor, angústia e sofrimento, ficará paralisado na terapia. Não será culpa do psicólogo, pois, neste momento, o bom andamento da terapia depende única e exclusivamente de você. É uma decisão: seguir e não parar.

Desejo de melhorar todos nós temos, mas por que nem todos realizamos nossos desejos?

Leia mais:

:: Por que procurar um psicólogo?
:: Psicólogo, uma ajuda para transpor problemas
:: O que pode abrir as portas para uma depressão?

Isso acontece, porque existe uma distância entre desejar e realizar. Muita gente tem o desejo de emagrecer e não consegue; outras, tem o desejo de trabalhar e ser bem remunerado, mas não conseguem. Uns desejam ter um namorado e não conseguem. Por quê? Porque é preciso enxergar essa distância entre o desejo e a realização, ver que entre ela existe a determinação. Em muitos aspectos de nossa vida, se não houver compromisso, dedicação e determinação não se realiza nenhum desejo.

Então, faço a seguinte pergunta: será mesmo que eu quero crescer nessa terapia e assim receber alta? Ou será que eu desenvolvi uma dependência do meu psicólogo e tenho medo de ficar sem ele? Por isso não me comprometo mais tanto com o tratamento e não me esforço para fazer o que me é proposto? Não me esforço para ressignificar meus processos?

Pense nisso, pois há coisas que o psicólogo não poderá fazer por você!


Aline Rodrigues

Aline Rodrigues é missionária da Comunidade Canção Nova, no modo segundo elo. É psicóloga desde 2005, com especializações na área clínica e empresarial. Possui experiência profissional tanto em atendimento clínico, quanto empresarial e docência.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.