O amor que conduz a uma entrega sem restrições

O amor que conduz minha vida é o amor pelas coisas de Deus

Graças a Deus estamos no Milênio Consagrado ao Imaculado Coração de Maria, onde minha história será marcada pelo Diaconato na Canção Nova. O centro será o Cristo Sacerdote e Servo, que me escolheu para participar de sua Diaconia da Verdade, do Altar e da Benção.

O amor que conduz a uma entrega sem restries

Tudo quero viver com Deus e você, já que somos família e sou consequência do
amor e oração de muitos, da formação no Carisma Canção Nova e acolhimento da Diocese de Palmas (TO).

Amor gratuito do Senhor Ressuscitado que me falou forte um dia no berço da minha fé – Igreja Santo Antônio de Apiaí (SP) – quando perguntei ao Cristo, no ano de 94, mesmo sabendo que em 95 tudo estaria acertado pelo meu amigo, pároco Monsenhor Oscar, para minha entrada no Seminário da Diocese de Itapeva (SP): “Senhor… e se eu não for?”
Respondeu-me, imediatamente: “Se você não for… continuarei te amando do mesmo jeito!”

Jesus sempre me deixou livre pra optar pelo querer Dele, que foi sendo clareado em meio a sinais e crises, os quais pude viver intensamente por obedecer ao chamado de Deus para eu entrar na Canção Nova no ano de 98.

Agora na proximidade da recepção desse primeiro grau do Sacramento da Ordem, sei que minha entrega total só poderá ser por amor e gratidão a tantos – do Céu e da Terra – que alimentaram minha caminhada de fé vocacional pela oração e testemunho.

Por fim, que a Santa Maria, tão presente em minha vida, possa me moldar para ser um Diácono do Seu Imaculado Coração, pois assim serei do jeito daqueles que humildemente precisam buscar o que pede Jesus, ou seja, do jeito da nossa família Canção Nova, do jeito de Maria.

Há cinco anos sou consagrado na Comunidade Canção Nova, buscando viver o Carisma e a exemplo do nosso Fundador, Pe. Jonas, quero servir a Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.

A minha caminhada com Deus durante estes 7 anos de seminário só se torna possível graças a tantas pessoas que Deus colocou no meu caminho para me educar e formar, desde a minha infância.

Sou grato aos meus pais, catequistas, padres e tantas pessoas que me educaram no caminho de Deus. De forma muito especial sou grato pela educação e formação que recebi de Dom Bosco através dos seus filhos, os padres e irmãos salesianos. Estes me acolheram no Oratório São Domingos Sávio de Americana-SP e me forneceram formação acadêmica no colégio Dom Bosco e no meu 1º ano de seminário.

De Dom Bosco aprendi: “Deus colocou-nos no mundo para os outros”. Este serviço aos outros é o ministério diaconal que irei receber neste dia 15 de julho de 2001. O diaconato é essencialmente serviço ao povo de Deus, cooperando com o bispo e os seus presbíteros.

Pe. Fernando Santamaria Costa Mendes
Comunidade Canção Nova – 10 julho de 2001

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.