Reflexão

Luz da Fé: Cuidado com essa voz!

Tomemos cuidado com essa voz sedutora do inimigo, que quer nos arrastar ao pecado

O Catecismo da Igreja Católica, do número 391 ao número 395, ensina-nos sobre a queda dos anjos. Algo muito importante que o Catecismo da Igreja traz, nesse trecho, é que por trás da opção de desobediência de nossos primeiros pais há uma voz sedutora que se opõe a Deus e, por inveja, faz com que caiam na morte.

E ainda acrescenta: A Escritura e a Tradição da Igreja veem nesse ser um anjo destronado, chamado satanás ou diabo.

Foto ilustrativa: Bruno Marques / cancaonova.com

A voz sedutora do inimigo

Precisamos, portanto, tomar muito cuidado com essa voz sedutora do inimigo que quer nos arrastar ao pecado.

Também o Catecismo da Igreja ensina que é o caráter irrevogável de sua opção, e não uma deficiência da infinita misericórdia divina, que faz com que o pecado dos anjos não possa ser perdoado. A esse respeito, ensina São João Damasceno: “Não existe arrependimento para eles depois da queda, como não existe para os homens após a morte”.

Assista ao vídeo deste programa e reflita:

Contudo, o poder de satanás não é infinito. Ele não passa de uma criatura, poderosa pelo fato de ser puro espírito, mas sempre criatura: não é capaz de impedir a edificação do Reino de Deus, nos ensina o Catecismo da Igreja Católica.

Leia mais:
.: Luz da Fé: Faça parte do time vencedor
.: Luz da Fé: Como era a vida antes do pecado?
.: Luz da Fé: Homem e mulher, feitos um para o outro

Diante disso, devemos cultivar dentro de nós essa firme convicção de que não estamos sozinhos nesse combate espiritual: Deus luta ao nosso lado! E Ele é infinitamente mais poderoso que satanás, o inimigo da nossa alma. Tenha coragem e persevere!

Um forte abraço!


Alexandre Oliveira

Membro da Comunidade Canção Nova, desde 1997, Alexandre é natural da cidade de Santos (SP). Casado, ele é pai de dois filhos. O missionário também é pregador, apresentador e produtor de conteúdo no canal ‘Formação’ do Portal Canção Nova.

comentários