saiba!

Como deve ser nossa relação com nossos amigos?

“Não abandones um velho amigo, pois o novo não o valerá. Vinho novo, amigo novo; é quando envelhece que o beberás com gosto.” (Eclo 9,14-15). “Não é na prosperidade que se reconhece um amigo. Na prosperidade, até os inimigos são amigos, mas, na adversidade, até os amigos se afastam” (Eclo 12,8). Repreende o amigo quando precisar. “Não te envergonhes de saudar um amigo, nem se esconda de sua presença, e se me acontecer algum mal por isso, eu o suportarei.” (Eclo 22,31). “Quem revela o segredo de um amigo perde a sua confiança” (27,17). “O amigo distrai-se com seu amigo nas suas alegrias” (Eclo 37,4). “O amigo compartilha da desventura do seu amigo… não te esqueças de teu amigo nos teus pensamentos…”

Esses trechos bíblicos foram tirados do livro do Eclesiástico, e diz bem o que é ser amigo. É a palavra de Deus, que embora tenha sido escrita por homens, teve inspiração divina. Eis aqui alguns itens importantes para que haja uma verdadeira amizade:

O amor ao amigo tem que ser incondicional, ou seja, não faça nada esperando algo em troca, se assim o fizer, poderá sofrer, pois nem sempre o amigo dará o retorno que espera. Às vezes, é melhor nem dizer que ama – os gestos, muitas vezes, dizem muito mais, pois, muitas vezes, quando se diz demais, pode ser que não seja real aquilo que tanto fala. Não fuja do seu amigo quando ele mais precisar. Se lhe parecer que ele esteja mal, reze com ele, seja sempre presente.

Como deve ser nossa relação com nossos amigos?

Foto ilustrativa: franckreporter by Getty Images

Seja sempre transparente com seu amigo. Se ele fez algo errado, repreenda-o; se o magoou, converse com ele a respeito. Há muitas vezes em que o amigo não quer estar próximo. Respeite-o. Retire-se se for necessário. Nunca se canse de ter gestos concretos com seu amigo, mesmo que ele não lhe dê retorno – você estará fazendo a sua parte.

Assuma seu amigo perante as pessoas. Nunca se envergonhe dele, isso se, realmente, ele for importante para você. Quando estiver ouvindo seu amigo, nunca o deixe falando sozinho. Nunca prometa alguma coisa ao seu amigo quando não tiver como cumprir essa promessa. Nunca marque um compromisso com seu amigo só para agradar-lhe, pois, se faltar no compromisso, será ainda pior do que se tivesse dito que não poderia ir. Faça ao seu amigo o que gostaria que fizesse por você.

Minha experiência com amigos

A minha experiência de amizade é traumatizante e, ao mesmo tempo, gratificante. Eu sempre achei que nunca fui um bom amigo e nunca serei, tendo em vista os retornos que tive nas minhas amizades. Agora, o que sempre fiz, em tudo na minha vida, foi ser verdadeiro, transparente, procurando ser próximo, amando de verdade. Nunca me envergonhei de ser amigo de verdade, porque os primeiros amigos que tive na minha vida formam a minha família, e ela foi quem me ensinou o que disse antes.

A partir disso, sempre me disseram que sou um bom amigo. Eu preciso acreditar mais nas pessoas. Eu aconselho que ninguém fique sem ter um amigo, pois ele nos ajuda a crescer, dando-nos também muita alegria. Inclusive, Jesus teve os Seus amigos, assim também nós podemos tê-los. Não seja, no entanto, como aqueles que foram com Jesus no monte e acabaram dormindo quando Ele mais precisava deles. Eu disse que tive uma experiência traumatizante por ser inexperiente nessa área, acabei me machucando bastante.

Contudo, tive experiências gratificantes também porque pude aprender muito com alguns de meus amigos. Por poder ajudar, saber que sou confiável, é que hoje posso contar com muitos que gostam de mim e me querem bem. Enfim, tenho mais a agradecer aos meus amigos do que a murmurar. Seja amigo e não tenha medo do que possam dizer, seja amigo apenas.

Minha intimidade com Deus

Minha intimidade com Deus não tem algo de extraordinário, é uma relação simples de filho para com o pai. E nessa relação, vejo que quem mais procura é Deus, que vem atrás de mim. Não porque eu seja alguém especial ou muito importante para Ele, mas porque Deus sabe que eu sou muito racional, então, por me amar demais, não me abandona. Ele zela por mim com muito cuidado e amor; e minha forma de falar com Ele, também é de um filho que não esconde nada de seu pai.

Leia mais:
::A amizade é o estágio mais aperfeiçoado do amor
::Amizade, lugar de chegadas e partidas
::Como identificar a violência psicológica?
::Faça seu Retiro Quaresmal!

Deus sabe tudo de mim. Parece uma piada, mas é que tem muita gente achando que Deus sabe o conhece, e não é transparente com Ele, ficando na autossuficiência. Nessa relação com o Senhor, quanto mais nos reconhecermos pecadores, assim como reconheço que sou, reconhecendo que não somos perfeitos, mais Deus estará próximo de nós e em nós. Aí, estaremos mostrando nossa dependência d’Ele, principalmente da Sua graça, sem a qual nem seríamos capazes de O amar por causa dos nossos pecados.

Eu me defino como um filho dependente d’Ele, que O ama e, por isso, busca fazer Sua vontade. Que morre se ficar sem Ele, e gosta de ser transparente com Ele. Que ama testemunhá-Lo e se considero feliz por ser zelado por Ele. O que posso querer mais? Só se fosse um filho muito ingrato. A Deus tenho que agradecer sempre, por tudo!

Padre Cleidimar Moreira

comentários