Histórias de Natal

As ausências na noite de Natal não podem distanciar as famílias

O Natal é uma noite de saudade daqueles que se foram

Conheça a história da família da jovem Thais Azevedo que, durante as festas de Natal e Ano Novo, tem como tradição reunirem toda a família na casa dos avós, dividindo-se entre os avós maternos e paternos, e mesmo com a perda deles, a família continua se reunindo nas festas de fim de ano.

Diante da saudade que aflora nessa época do ano, quando recordamos daqueles que, muitas vezes, nos ensinaram o valor e, gostavam muito dessa época do ano, esses não são esquecidos pela família, e essa tradição, continua a ser passada de geração a geração.

Natal é família

cancaonova.com: O que é Natal para você?

Thais Azevedo: O Natal representa a felicidade, pois, Jesus nasceu. É o início de uma nova vida, um momento especial de confraternização entre todos. A melhor parte do Natal é reunir a família e comemorar. Nos reunimos com meus primos e tios (as) que moram longe, e celebramos essa data tão importante.

cancaonova.com: O que faz nessa época e qual o significado do Natal para a sua família?

Thais Azevedo: Nessa época visitamos o “Papai Noel” no shopping, vemos as cidades iluminadas e enfeitadas, pessoas comprando presentes, crianças que fazem cartinhas para o Papai Noel. Vejo que, algumas famílias apresenta o Menino Jesus para seus filhos, outros já não; cada um vive conforme o que lhe foi apresentado. Eu acho lindo o Natal. Para mim ele é mágico! Tem brilho único.

Meus pais nos ensinaram a estarmos reunidos em família, também ganhamos presentes, mas o mais importante para nós é irmos à missa juntos, montarmos a árvore de Natal, e ao redor dela junto com os presentes, colocamos o Presépio, porque, viver o Natal na minha família é comemorar o milagre do nascimento de Jesus Cristo e, fazer despertar em nós, a esperança para o novo tempo.

cancaonova.com: Como costumam ser os seus Natais?

Thais Azevedo: Nessa data tão importante sempre nos reunimos em família. Passamos um pouco na família por parte da minha mãe e, depois na casa dos meus avós paternos. Teve um período em nossa vida, no qual, devido a morarmos em outro país, não conseguíamos nos reunir com a família, mas, lembro-me de que, mesmo estando longe da família, minha mãe tinha amizades, as quais chamávamos de “segunda família”, pessoas com quem cultivamos a amizade, sempre um ajudando ao outro, e com eles, nos reuníamos para celebrar o Natal.

cancaonova.com: O que mais te marcou e o que você recorda dos Natais quando criança, adolescente e hoje?

Thais Azevedo: Me lembro que, quando criança morávamos em uma outra cidade, e mesmo estando longe, nos reuníamos com toda a família: tios, primos; todos na casa dos avós, porque, haviam outros parentes que (também) moravam em outras cidades e lá era o local do encontro. Antes da ceia de Natal, eu, meus irmãos e pais, íamos à missa e depois à casa dos avós, para juntos, celebrarmos o Natal com a família toda. Sempre nos reunimos, porém, teve um período da minha infância até a adolescência, em que fomos morar em outro país. Devido a distância, nossa família não conseguia estar com os outros familiares. E, o que me marcou muito, onde morávamos na Espanha, foi o fato da minha mãe nunca deixar de nos levar à missa. Também íamos ver os enfeites, que são muito lindos, os presépios são maravilhosos. Realmente é aquele ditado “coisa de outro mundo”. Depois de alguns anos, retornamos ao Brasil e morando perto dos nossos familiares, continuamos convivendo com eles. Hoje, já adulta, alguns primos casados e com filhos, mesmo necessitando fazer alguns “ajustes”, nos reunimos sempre no Natal.

Infelizmente, não temos mais nossos avós paternos e maternos. A casa deles era o local do encontro da família, entretanto, muito mais do que o “local” em si, o ensinamento deles a nós foi e, é, essencial. Aprendemos com eles sobre união e fraternidade. E isso, passamos para as outras gerações. É lindo como continuamos unidos.

Leia mais:
.: Fim de ano é tempo de estar com a família
.: Natal é tempo de reunir toda a família e celebrar
.: União e alegria na noite de Natal  em família
.: Você sabe qual é o sentido das festas de fim de ano?

cancaonova.com: Como é para você passar o Natal com sua família?

Thais Azevedo: É muito gratificante passar o Natal com a Família, pois, com a correria dos dias e tantos afazeres, fica difícil reunir toda a família constantemente. E, nesse dia em especial, conseguimos nos reunir na casa que pertencia aos meus avós. É muito divertido chegar na casa da vó e ver todo mundo. Trocamos presentes, muitas risadas, piadas, conversamos de tudo o que aconteceu durante o ano, os tios (as) sempre querendo saber como estão cada sobrinho(a). Tem uma tia que sempre compra um presente especial ela é muito divertida e gosta de brincar, sorteia os nomes de todos e, quem fica por último, é o ganhador. Essa convivência é muito boa.

cancaonova.com: Após a perda dos seus avós paternos e maternos, mas, principalmente sua avó paterna, como foi o primeiro Natal? A ausência atrapalhou?

Nosso ponto de encontro (a maioria das celebrações) sempre foi na casa da avó paterna, mas com o falecimento dela, naquele primeiro Natal sem ela, uma tia nos convidou para fazer o almoço de Natal em um sítio. Sentimos um vazio e uma saudade imensa, porque, mesmo minha avó sendo quietinha, a presença dela nos fazia muita falta. No entanto, sabíamos que ela ali “estava”, nos ensinamentos que ela deixou. Meu tio e tia prepararam a mesa e, antes de comermos, fizemos uma oração e depois ficamos ali conversando e convivendo. Era disso que minha avó gostava e, como disse anteriormente, o aprendizado mais importante que ela nos deixou foi a união. Admiro muito minha família, tenho meus tios e tias como exemplo; é uma família grande e unida. Tudo isso, porque meus avós foram guerreiros e sábios, por meio deles, até hoje, somos uma família muita unida, mesmo com a distância física e cada uma vivendo sua vida, estamos juntos sempre que possível, seguindo o que nos foi ensinado.

cancaonova.com: Qual é a mensagem que você deixa para as famílias, que perderam seus entes queridos próximo ao Natal, e que vão viver a experiência desse primeiro Natal sem eles?

Thais Azevedo: Que mesmo com a saudade, não deixem de estar juntos daqueles que fazem parte do convívio. Reúna a família, amigos para conviver, conversar, rir, comer e trocar presentes. Seja presente na vida daqueles que ainda estão com você! Natal é época de renascimento, de renovar sonhos e metas para o ano novo que já se anuncia, levando conosco todas as lições que aprendemos.

Desejo a você um Feliz Natal e um Ano Novo muito próspero. Esperamos, por mais um ano, para compartilhar grandes momentos e conquistas!

Deus abençoe!

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.