Devoção

Confiança no amor misericordioso de Deus

É a total confiança no amor misericordioso que nos faz pedir perdão

No dia 1º de outubro, comemoramos o dia de Santa Terezinha do Menino Jesus. O que caracteriza a vida desta santinha é justamente a simplicidade. Um amor demonstrado na “pequena via”, como ela falava. Ao me referir a ela como santinha, não é porque ela entrou no Carmelo com 15 anos de idade ou por causa de seu ar infantil e angelical, mas, sobretudo, por suas explicações tão simples, o que fez com que a Igreja não hesitasse em proclamá-la santa ao examinar os escritos dela e ao consultar as pessoas com as quais ela conviveu.

novena santa terezinha

Neste artigo, quero fazer uma reflexão sobre nossa querida Terezinha a partir de um trecho de uma de suas cartas, dirigida à sua irmã, Leonia, a quem se refere, na carta de número 191, como “Minha querida Leoniazinha”.

E, num momento, ao falar sobre o amor ao Senhor, ela o define como sendo a perfeição. Como uma criança, confiante no seu pai, ela diz com muita naturalidade que sabe como praticar a perfeição. “Quanto a mim, acho a perfeição muito fácil de praticar, porque entendi que é só pegar Jesus pelo coração”.

Comovo-me sinceramente quando leio ou escuto algo sobre suas palavras e escritos. Ela entende a Palavra de Jesus, seu esposo e Senhor. Sobretudo, naquele momento em que Ele repreende os discípulos ao afirmar que não impedissem as crianças, porque quem se assemelhasse a elas pertenceria ao Reino de Deus. (cf Lc. 18,15-17).

Quando Santa Terezinha explica sobre essa perfeição, ela se refere a duas atitudes de uma criança quando faz algo de errado e acaba aborrecendo a mãe. Uma atitude seria a de se esconder num canto com ar amuado. Outra, e essa seria a perfeição, a de estender os bracinhos, sorrir e dizer: “Dê-me um beijo, não o farei mais”. Ela diz que com isso é impossível a mãe não abraçar o filho e apertá-lo ao seu coração com ternura. Esta, de fato, é a pequena via; a confiança no amor misericordioso de Deus que nos faz pedir perdão, e nos impulsiona a recomeçarmos a vida. Realmente acreditamos nesse amor com essa intensidade?

Leia mais:
::Aprendendo a ser missionário com Santa Teresinha

Peço essa graça ao Senhor agora, para mim e para você, pela intercessão de Santa Terezinha. Quantas pessoas estão como aquela criança que se escondeu e ficou “amuada”. Em outras palavras, – com raiva de Deus –, escondidas de si mesmas e d’Ele. Esqueceram-se do amor perfeito que nos ensina nossa santinha.

Rezemos para que o Espírito Santo coloque em nosso coração o desejo de amá-Lo cada vez mais e mais, segundo a sua bondade, para que nós sejamos como crianças nos braços d’Ele.

Santa Terezinha do Menino Jesus, rogai por nós.

Padre José Júnior – Comunidade Obra de Maria

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.