Fique sabendo

Dez fatos sobre a confissão

Confira dez fatos sobre a confissão

Comumente conhecido como confissão, esse sacramento também é chamado de sacramento da conversão, da penitência, do perdão e da reconciliação.

Nos primeiros séculos, quando os fiéis cometiam algo grave, eles deveriam fazer penitência pública; muitas vezes, tais penitências duravam anos.

Confissão nos tempos modernos

A prática “privada” desse sacramento ocorreu a partir do século VII por inspiração da tradição monástica do Oriente. Missionários irlandeses apresentaram essa “nova” forma de se confessar mediante o sigilo entre presbítero e penitente.

Com isso, houve uma maior frequência e regularidade da prática do sacramento integrando a confissão de pecados graves e veniais em uma única celebração.

Esse sacramento, assim como os demais, é sagrado e possui características e particularidades próprias. Por isso, pode ocasionar muitas dúvidas. Diante dessa realidade, padre Adriano Zandoná gravou um vídeo esclarecendo os principais questionamentos sobre a confissão.

Assista ao vídeo:

Como podemos nos preparar para a confissão?

A confissão é um momento muito importante, no qual Deus, diante de Seu infinito amor e misericórdia, compreende nossas fraquezas e perdoa nossas faltas.

Para vivê-lo da melhor maneira, é preciso olhar para dentro de nós mesmos e fazer um exame de consciência, recordando os Mandamentos da Lei de Deus, da Lei da Igreja e os Pecados Capitais.

Dez fatos sobre a confissão

Ilustração. Vetor utilizado na imagem: Flaticon

Ato de contrição

O ato de contrição é uma oração que expressa o arrependimento do cristão pecador. É recitada da seguinte maneira: “Meu Deus, eu me arrependo, de todo o coração, de Vos ter ofendido, porque sois tão bom e amável. Prometo, com a Vossa graça, esforçar-me para não mais pecar. Meu Jesus, Misericórdia.”

Leia mais:
.: Efeitos espirituais do sacramento da confissão
.: Confissão, o sacramento do perdão
.: Como posso me preparar para uma boa confissão?
.: O pecado é uma ruptura da nossa relação com Deus

A absolvição dos pecados

Na Igreja latina, utiliza-se a fórmula da absolvição, a qual nos indica que Deus Pai é fonte de todo perdão.

“Deus, Pai de misericórdia, que, pela Morte e Ressurreição de Seu Filho, reconciliou o mundo consigo e enviou o Espírito Santo para remissão dos pecados, conceda, pelo ministério da Igreja, o perdão e a paz. E eu o absolvo dos teus pecados, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”.

João Paulo e Letícia Barbosa


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.